Ciência

Por que os cangurus começaram a saltar?

A evolução do salto dos cangurus intriga os cientistas há anos

BBC
Helen Briggs - BBC News
postado em 14/02/2022 08:38
 (crédito: Getty Images)
(crédito: Getty Images)


Cientistas descobriram quando os cangurus aprenderam a saltar — e foi muito antes do que se pensava.

Fósseis encontrados em Riversleigh, no estado de Queensland, na Austrália, indicam que um marsupial antigo, parente dos cangurus atuais, já era capaz de saltar há 20 milhões de anos.

A origem da habilidade de salto dos cangurus intriga os cientistas há muito tempo.

E um dos motivos é que não se conhecia até agora fósseis de cangurus com mais de 2 milhões de anos.

A teoria das pradarias

Os cangurus são atualmente o único grande mamífero a usar o salto sobre duas pernas como principal forma de locomoção.

Eles são capazes de percorrer rapidamente grandes distâncias usando seu andar característico, que é mais eficaz em habitats abertos, como desertos e pradarias.

Uma das teorias há muito tempo difundida é de que os animais desenvolveram a habilidade de saltar para tirar proveito de uma mudança no clima, que levou a condições mais secas e à disseminação de pradarias na Austrália — deixando para trás o clima mais úmido e as florestas abundantes que predominavam no passado.

Os cangurus teriam evoluído então de animais que caminhavam para marsupiais que começaram a se manter erguidos e se locomover saltando.

Nesta nova paisagem, esta técnica teria se tornado bem-sucedida, conforme esta interpretação.

Ossos fossilizados da pata do antigo marsupial
Benjamin Kear
Pata de parente próximo do canguru indicam que ele era capaz de saltar há 20 milhões de anos

No entanto, os fósseis encontrados em Riversleigh sugerem uma história diferente, de acordo com um estudo publicado na revista Royal Society Open Science.

Primos extintos

Pesquisadores do Museu Sueco de História Natural e da Universidade de Uppsala, na Suécia, analisaram os fósseis e encontraram indícios de que o salto teria começado muito antes de as pradarias terem coberto grande parte da Austrália.

Os fósseis descobertos em Riversleigh pertenciam a uma espécie de marsupial que se extinguiu entre 10 e 15 milhões de anos atrás.

Paisagem de prados e arbustos em Riversleigh, Austrália
Benjamin Kear
Os restos mortais de primos extintos dos cangurus foram encontrados em Riversleigh, no Estado de Queensland

Estes primos extintos dos cangurus de hoje eram capazes de saltar, andar de quatro e subir em árvores.

Os fósseis oferecem "uma das poucas janelas para a evolução dos cangurus na Austrália", disse Benjamin Kearn, pesquisador da Universidade de Uppsala e um dos autores do estudo.

Canguru saltando
Getty Images
'O canguru é um dos animais biologicamente mais estranhos e maravilhosos que você pode encontrar', segundo Kear

Se a teoria das pradarias não estiver correta, será necessário determinar que outros fatores podem ter impulsionado a evolução do salto.

Não há dúvidas sobre a utilidade desta estratégia de movimento.

"A evolução resultou em um animal extremamente bem-sucedido, perfeitamente adaptado ao seu ambiente e a uma ampla variedade de habitats e ecossistemas", afirmou Kear.

"O canguru é um dos animais biologicamente mais estranhos e maravilhosos que você pode encontrar."


Sabia que a BBC está também no Telegram? Inscreva-se no canal.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!


Footer BBC

CONTINUE LENDO SOBRE