Mamonas assassinas serão homenageados em megalive com artistas brasileiros

Preta Gil, Fábio Porchat e Paulo Ricardo serão alguns dos artistas participantes do evento, que levantará fundos para o combate à covid-19

Bruna Yamaguti*
postado em 10/08/2020 19:14 / atualizado em 10/08/2020 19:16
 Os integrantes do grupo Mamonas Assassinas, Bento (e), Dinho(c), Samuel Reoli (sem camisa) e Julio Rasec (óculos) durante último Show, no Estádio Mané Garrincha, nos anos 1990. -  (foto: Tina Coelho/CB/D.A Press)
Os integrantes do grupo Mamonas Assassinas, Bento (e), Dinho(c), Samuel Reoli (sem camisa) e Julio Rasec (óculos) durante último Show, no Estádio Mané Garrincha, nos anos 1990. - (foto: Tina Coelho/CB/D.A Press)

O grupo Mamonas Assassinas, fenômeno nos anos 90, receberá homenagem com vários artistas no próximo dia 23. Uma transmissão ao vivo será feita no canal oficial do grupo no YouTube, e contará com a presença de artistas renomados como Preta Gil, Fábio Porchat e Paulo Ricardo. Vários outros artistas brasileiros também devem participar da live, que levantará fundos para o combate à covid-19.

A iniciativa, que recebeu o nome de “Xô Corô” (em alusão ao novo coronavírus), celebrará a trajetória do grupo que ficou marcado na memória dos brasileiros. Sucessos como Pelados em Santos, Robocop gay e Sabão Crá-crá serão interpretados e reinventados pelos músicos presentes, além da apresentação de 10 novos clipes dos Mamonas Assassinas. O dinheiro arrecadado no evento será destinado para a Ação da Cidadania e do Fundo Social de Solidariedade de Guarulhos, cidade na qual a banda nasceu.

Além dos nomes citados acima, celebridades como Angélica, Marcelo Adnet, Marisa Orth, Sidney Magal e Marcos Veras também marcarão presença no Xô Corô, que será apresentado por Ruy Brissac, intérprete de Dinho no Musical Mamonas e estrela do filme e da série sobre a banda.

Em entrevista para a RollingStone, o músico Paulo Ricardo relembra o sucesso que foi o grupo de rock na época. "Os Mamonas Assassinas foram o maior fenômeno da música brasileira nos anos 1990. Uma mistura de teatro, humor e muito rock'n'roll, faziam uma síntese da cultura pop com referências a filmes e a outras canções que conquistou e arrebatou o Brasil, sobretudo o público infantil. O país inteiro ficou de luto por causa dos Mamonas. Mas a música deles, as performances, as apresentações, os programas de televisão estão aí, inesquecíveis", pontua.

Apesar de curta, a carreira do grupo composto por Dinho, Samuel, Sergio, Bento e Julio sem dúvidas ficou imortalizada na história do Brasil e continua influenciando a cena musical nacional, mesmo décadas após o seu trágico fim, provocado por um acidente aéreo, em 1996, que vitimou todos os integrantes.

*Estagiária sob supervisão de Fernando Jordão.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação