Cinema

Brasília marcará forte presença no Festival de Gramado

Produção da capital ganhará projeção na janela nacional, com os filmes inéditos a serem exibidos em streaming e na tevê pelo Canal Brasil

Ricardo Daehn
postado em 18/08/2020 12:17 / atualizado em 18/08/2020 12:28
 (foto: Festival de Taguatinga/ Divulgação)
(foto: Festival de Taguatinga/ Divulgação)

Com representatividade forte, Brasília invadirá a 48a edição do Festival de Gramado. O saudoso ator de Brasília Andrade Júnior, morto em 2019, estrela o longa King Kong em Asuncion (do pernambucano Camilo Cavalcate) selecionado para o evento que transcorrerá em setembro. Ainda na lista de longas, Cibele Amaral, diretora da cidade, traz Por que você não chora?, outro longa escolhido pela seleção de Marcos Santuário, Pedro Bial e Soledad Villamil, o trio empenhado na curadoria.

Quase nonagenário, Ruy Guerra comparecerá com a exibição do longa Aos pedaços, exibido em Roterdã, enquanto Felipe Bragança teve escolhido para a competição Um animal amarelo. Exibido no Festival
de Berlim, o longa de Caetano Gotado e Marco Dutra Todos os mortos, e os documentários focados nas figuras musicais de Alcione (O samba é primo do jazz) e Sidney Magal (estrela de Me chama que eu vou) completam a lista.

Sete países latinos terão representatividade no 48o Festival de Cinema de Gramado. A lista anunciada, junto com homenagens para a atriz Denise Fraga e César Trancoso, inclui: O silêncio do caçador (Argentina),
A fronteira (Colômbia), Matar um morto (Paraguai), A grande viagem ao país pequeno (Uruguai), Os fortes (Chile), Dias do inverno (México) e Tu me manques (Bolívia).

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação