Música

Com álbum novo e live, Rodrigo Suricato prepara projeto ambicioso

O músico das bandas Suricato e Barão Vermelho faz uma live que será revertida em um projeto audiovisual para plataformas de streaming e ainda estreia o disco 'Suricateando'

Pedro Ibarra*
postado em 23/08/2020 11:00 / atualizado em 23/08/2020 19:58
Músico Rodrigo Suricato -  (foto: Renan Oliveira/Divulgação)
Músico Rodrigo Suricato - (foto: Renan Oliveira/Divulgação)

Em pouco mais de cinco anos nos holofotes, Rodrigo Suricato pode se considerar como um músico maduro no mercado. De uma boa passagem no Superstar, conquistando o terceiro lugar, aos vocais do Barão Vermelho, o artista agora alcança a liberdade na carreira e com ela prepara um projeto de um passeio por este repertório que o fez famoso e que o fez o músico que é atualmente.

E para dar o pontapé nesta empreitada, Rodrigo prepara uma live, este domingo (23/8) às 18h, no canal oficial da banda Suricato. “É uma super produção, já está sendo quase um desperdício chamar de live, porque live agora é meio coisa do passado, as pessoas vão ter acesso a gravação ao vivo de um projeto, seria equivalente a gravação de um DVD, vai ser um projeto audiovisual que vai ganhar as plataformas em breve”, explica o músico.

Será uma apresentação ao vivo, no formato on-line, de 15 músicas que passam desde o início da Suricato, chegam ao Barão e ainda apresentam o disco mais novo de Rodrigo, Suricateando, lançado na última sexta-feira (21/8). “Essa live vai simbolizar a reunião do meu repertório principal, músicas que gravei como banda e sozinho no formato que eu desenvolvo há quatro ou cinco anos que é o one man band”, afirma o músico que estará completamente sozinho como intérprete e instrumentista na gravação.

Além de um projeto musical, o que Rodrigo está fazendo é uma apresentação ao vivo da própria emancipação. “A minha principal mudança foi assumir a liberdade do meu trabalho, eu posso estar com pessoas ou posso estar sem ninguém”, conta. O músico coloca como principal foco ser livre e feliz com o que faz, dependendo apenas de si próprio para tocar a carreira. “Eu não optei pelo difícil caminho de viver de arte no Brasil para ser infeliz dentro da minha própria casa”, pontua o artista.

Revirando o Baú

Um dos motivos da live ter sido marcada é a divulgação do disco Suricateando. Lançado esta sexta, o álbum tem sete releituras de músicas que marcaram de alguma forma a vida de Rodrigo Suricato. Estão disponíveis versões como Talismã, de Leandro e Leonardo; Cigana, do Raça Negra; e Volta pra mim, do Roupa Nova.

“Foi um projeto que eu reuni durante a quarentena, mas algumas canções eu já tocava aqui em casa, quando eu reunia amigos, tenho muito carinho por elas então resolvi roubá-las pra mim”, lembra Suricato. “Como essa quarentena revirou um pouco mais a cabeça de todo mundo e todos estavam um pouco mais com a família, ficou o momento ideal pra lançar esse trabalho”, completa.

Suricato

O projeto que começou em 2009, mas colocou Rodrigo nas TVs de todo Brasil no Superstar 2014, levou Grammy Latino e é o motivo dele carregar o nome que carrega. Na verdade o vocalista é a banda Suricato.

“Montei o trabalho Suricato para que ele tivesse como principal bandeira a liberdade de ser e estar onde quiser”, comenta o cantor. “Peguei o caminho mais difícil que é comunicar para as pessoas que eu sou o cérebro do projeto Suricato e ir em busca da minha felicidade”, explica. Durante todos esses anos, 12 músicos rodaram pela banda e fizeram toda a trajetória que tornou a banda e Rodrigo o que são hoje.

 

 

*Estagiário sob a supervisão de Roberta Pinheiro

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação