Pandemia

MoMA anuncia reabertura após estabilização da pandemia em Nova York

Durante o primeiro mês de funcionamento do Museu de Arte Moderna de NY, a entrada será gratuita. Até o início de setembro, outros dois espaços reabrem na cidade

Correio Braziliense
postado em 26/08/2020 09:10
Durante o primeiro mês de funcionamento do Museu de Arte Moderna de NY, a entrada será gratuita -  (foto:  hachetheblog.wordpress.com/Reprodução)
Durante o primeiro mês de funcionamento do Museu de Arte Moderna de NY, a entrada será gratuita - (foto: hachetheblog.wordpress.com/Reprodução)

Depois de alguns meses com a situação da pandemia estabilizada na cidade, o Museu de Arte Moderna de Nova York (MoMA) anunciou a reabertura do espaço para esta quinta-feira (27/8). Durante o primeiro mês de funcionamento, a entrada será gratuita.

Para manter os visitantes seguros, apenas 100 pessoas serão permitidas por hora, mas sem limite de tempo de permanência no museu. A reabertura foi permitida, porque as autoridades consideraram a estabilização da pandemia na cidade nos últimos meses.

Após cinco meses de portas fechadas, no sábado (29/8), será reaberto o Museu Metropolitano de Nova York (Met). Em seguida, em 3 de setembro, é a vez do Whitney Museum. Os dois locais também terão limites de visitantes por hora.

Pandemia

A reabertura dos museus integra a última fase do processo de reabertura parcial do comércio na cidade norte-americana. No início de junho, cerca de 400 mil nova-iorquinos voltaram aos empregos na primeira etapa, que permitia o retorno da construção e das manufaturas.

Desde março, o novo coronavírus registrou mais de 21 mil mortes suspeitas e confirmadas em Nova York, cidade mais populosa dos Estados Unidos.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação