astrologia

Horóscopo do dia: confira o que os astros revelam para este domingo (30/8)

Veja o horóscopo por Oscar Quiroga para desvendar este domingo, 30 de agosto, de acordo com cada signo

Oscar Quiroga
postado em 30/08/2020 06:00 / atualizado em 30/08/2020 07:05
 (foto: Stan Honda/AFP; CB)
(foto: Stan Honda/AFP; CB)

REVOLUÇÃO NÃO, EVOLUÇÃO SIM

Data estelar: Vênus e Mercúrio em oposição a Plutão e Netuno respectivamente; Lua cresce em Aquário.

Não se trata de promover revolução alguma, mas de consolidar o espírito de solidariedade e união entre as pessoas comuns, submetidas a circunstâncias excepcionais. Nada é mais temível do que a união das pessoas, porque esse estado de coisas demonstra a inutilidade das leis e da existência dos governos, que tão pouco fizeram para amenizar as angústias dos cidadãos durante a pandemia. Não há nenhuma revolução em andamento, há a evolução da consciência, da percepção e da consequente ação, em pequenas, mas sistemáticas doses, na vida cotidiana de cada um de nós. Ao nos olharmos com confiança, os relacionamentos se tornam promotores da segurança e prosperidade que nenhuma instituição formal nunca mais conseguirá prover.

ÁRIES (nascimento entre 21/3 a 20/4):

A margem de incerteza é enorme, mas não poderia ser diferente, porque é tanto o que está envolvido, que seria impossível medir com certeza o alcance, seja esse de natureza positiva ou negativa. Lide com isso.

TOURO (nascimento entre 21/4 a 20/5):

Ainda há muita teoria e pouca prática e, enquanto as coisas continuarem assim, o terreno sob seus pés será movediço. Prepare sua alma para sair da teoria e começar a experimentar as ideias no mundo concreto.

GÊMEOS (nascimento entre 21/5 a 20/6):

Após ter dado o primeiro passo na tentativa de realizar suas pretensões, o insidioso medo não terá como continuar intimidando sua alma, porque você verá os resultados e verificará que o medo dramatizava tudo.

CÂNCER (nascimento entre 21/6 a 21/7):

Há coisas que acontecem e que estimulam sua alma a se lançar a novas aventuras, porque desenham panoramas desejáveis. Como sempre, diante das possibilidades futuras, o medo tenta boicotar a boa vontade. É assim.

LEÃO (nascimento entre 22/7 a 22/8):

A complexidade do panorama pelo qual sua alma transita é motivo de diversos tipos de ansiedade e, quanto a isso, não há como aliviar o que seria evidente. Porém, há como atravessar a densa nuvem de ansiedade com atrevimento.

VIRGEM (nascimento entre 23/8 a 22/9):

Para fazer o que você quer, não dá para que tudo seja do jeito que você imagina ser melhor, porque há outras pessoas envolvidas e elas têm tanto ou mais peso que você nas decisões. É hora de compartilhar o caminho.

LIBRA (nascimento entre 23/9 a 22/10):

A medida de segurança disponível pode não ser aquela que deixaria sua alma tranquila, porém, é a que se encontra à disposição, desenhando limites e possibilidades. É hora de aceitar as condições e seguir em frente.

ESCORPIÃO (nascimento entre 23/9 a 21/11):

A arte de convencer é fantástica, porque move céu e terra em torno de um objetivo, o aproximando da realidade. No entanto, se depois do convencimento não houver movimentos concretos de realização, se torna contraproducente.

SAGITÁRIO (nascimento entre 22/11 a 21/12):

As coisas precisam de definição e, mesmo que sua alma fique pouco à vontade com as definições, já que essas impediriam futuramente a mudança de opinião, ainda assim precisarão ser feitas. Não há outra forma.

CAPRICÓRNIO (nascimento entre 22/12 a 20/1):

Ainda que nada seja completamente igual ao que você pretendia, este é um momento de definições e de acordos. Privilegie esse movimento, ao invés de continuar forçando as coisas para serem como você deseja.

AQUÁRIO (nascimento entre 21/1 a 19/2):

Entre a segurança e a incerteza, assim mesmo é o ritmo da atualidade. Se as coisas se dão assim, é porque é assim que vão continuar, por isso, não haveria necessidade de ficar remoendo dilemas. Apenas siga em frente.

PEIXES (nascimento entre 20/2 a 20/3):

Agora é o melhor momento possível para fechar acordos e se submeter a esses. Nada há de ser teórico, os acordos hão de desenhar o caminho a ser seguido no futuro imediato, com atitudes práticas, todos os dias.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação