Cinema

Secec anuncia resultado provisório da produção do Festival de Brasília

O Instituto Eu Ligo teve a maior nota no edital de chamamento 'Organizações com intuito de produzir o Festival de Brasília do Cinema Brasileiro'

Correio Braziliense
postado em 03/09/2020 10:44 / atualizado em 03/09/2020 10:44
O Cine Brasília não deve ser o palco do Festival deste ano -  (foto:  Marcelo Ferreira/CB/D.A Press)
O Cine Brasília não deve ser o palco do Festival deste ano - (foto: Marcelo Ferreira/CB/D.A Press)

O Edital nº 9/2020, para selecionar uma Organização da Sociedade Civil para produzir, com a Secretaria de Cultura e Economia Criativa (Secec), o 53º Festival de Brasília do Cinema Brasileiro, teve o resultado provisório divulgado. Os quatro inscritos receberam as notas prévias e o Instituto Eu Ligo aparece em primeiro lugar com 8,5. O anúncio prévio estava no Diário Oficial do Distrito Federal desta quinta-feira (3/9).

O Festival de Brasília está previsto para dezembro de 2020 e o intuito é que seja um formato híbrido. Parte do evento seria virtual e outra em modelo drive-in, tudo para respeitar os protocolos de segurança e distanciamento social impostos devido à pandemia. Assim em 22 de julho foi lançado o edital para decidir que organização dividirá a responsabilidade de colocar o festival em prática.

O Instituto Eu Ligo está em primeiro por ser quem melhor seguiu os requisitos propostos no chamamento, até então, no projeto apresentado. A decisão da pré-lista veio após a Secec analisar documentos e os planos de trabalho propostos. Ainda estão na lista o Instituto Alvorada Brasil de Arte, Cultura, Comunicação e Cidadania, com nota 8; A Associação dos Amigos do Cinema e da Cultura – AACIC, também com 8; Instituto Cultural e Social Lumiart, com pontuação 7.

Vale lembrar que os pré-requisitos para participar o edital eram no mínimo 2 anos de atuação no DF e a realização de ao menos um festival. O escolhido final será responsável pelas mostras, atividades formativas e rodadas de negócios do Festival de Brasília do Cinema Brasileiro.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação