Audiovisual

Evento de representatividade feminina, Cabíria Festival terá nova edição

O festival incentiva a representatividade de mulheres e a diversidade na produção audiovisual, em edição que terá alcance para todo o país. Este ano, o evento será on-line

Correio Braziliense
postado em 08/09/2020 11:00
 (foto: Vanessa Ataliba)
(foto: Vanessa Ataliba)

O Cabíria Festival - Mulheres & Audiovisual realizará a segunda edição, no formato on-line, entre 18 e 29 de novembro, em razão da pandemia da covid-19. Desta forma, o evento amplia o alcance e estará disponível para pessoas de todo o país, com programação gratuita. Em seguida, entre 30 de novembro e 5 de dezembro, ocorre o Cabíria LAB, ação voltada para as finalistas do Cabíria Prêmio de Roteiro.

O festival foi criado para o desenvolvimento de ações e debates em prol da igualdade de gênero e diversidade na produção audiovisual. A primeira edição foi realizada em 2019, no Rio de Janeiro, com financiamento coletivo, parcerias e voluntariado. Ao todo, foram cinco dias de atividades gratuitas, com uma rede de 70 cineastas, 35 filmes, seminário com painéis, oficinas e masterclass, envolvendo 16 instituições e empresas do setor.

O evento é uma expansão do Cabíria Prêmio de Roteiro que, desde 2015, incentiva a valorização de roteiristas mulheres e protagonistas. Este ano, na 5ª edição da premiação, as ações ampliaram-se ainda mais por meio da gratuidade para roteiristas negras, indígenas, mulheres PcD (pessoas com deficiência) e pessoas trans nas quatro categorias de premiação: piloto de série documental; longa-metragem de ficção; argumento infantojuvenil de longa ficção; e piloto de série de ficção.

Encerradas em 31 de julho, as inscrições resultaram em 267 roteiros e argumentos submetidos, sendo 20% de gratuidade para roteiristas dos grupos acima identificados. Os prêmios se convertem, principalmente, em consultorias e laboratórios e, em cada categoria, serão direcionadas ao menos duas vagas para roteiristas negras e indígenas.

Ao público será oferecida a programação de obras de cineastas mulheres com sessões de longas e curtas-metragens, debates com as realizadoras, além de painéis, oficinas e masterclasses diversas, voltados para estimular a rede de cineastas mulheres, enriquecer a formação profissional das participantes e provocar reflexões.

Para mais informações e novidades sobre a programação acompanhe o festival no Instagram, Twitter, Facebook e página oficial.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação