Políticas públicas

BRB assina protocolo de intenções para revitalização do Teatro Nacional

O acordo integra uma análise financeira das ações de revitalização no espaço cultural fechado desde 2014

Correio Braziliense
postado em 14/09/2020 10:03
 (crédito: Minervino Júnior/CB/DA.Press)
(crédito: Minervino Júnior/CB/DA.Press)

A Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Distrito Federal (Secec) publicou, nesta segunda-feira (14/9), que o Banco de Brasília (BRB) assinou na última sexta-feira (11) um protocolo de intenções com a pasta e a Companhia Urbanizadora da Nova Capital (Novacap) para analisar financeiramente as ações de revitalização previstas para o Teatro Nacional.

“Esse é um passo decisivo para que possamos reabrir as cortinas de um dos palcos mais importantes do Brasil. O Teatro Nacional passa a integrar as prioridades do governo do Distrito Federal para dar início a uma nova fase de transformação do país, quando finalmente superarmos a crise da pandemia", afirmou o secretário Bartolomeu Rodrigues em publicação da Secec.

O espaço cultural está fechado desde 2014 por não atender às normas de segurança e acessibilidade vigentes. Em 2017, o Foyer da Sala Villa Lobos foi reaberto para visitação do público. A abertura da área faz parte do processo de recuperação do Teatro Nacional que deve ocorrer em um projeto fracionado concluído há dois anos para que a reforma ocorra em cinco etapas. A ideia seria iniciar pela Sala Martins Pena.

No ano passado, durante a gestão do secretário Adão Cândido, a Secec chegou a anunciar que usaria recursos do Fundo de Apoio à Cultura (FAC) para custear a reforma. No entanto, após protestos da classe artística, a pasta voltou atrás. No início deste ano, o governo do DF e o Ministério da Justiça assinaram um convênio no valor de R$ 33 milhões para as obras no espaço.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação