Evento

Meu Papel no Mundo ocorre em formato on-line na segunda edição

De técnicas manuais a conscientização individual, evento também celebra Dia do Papeleiro

Paula Barbirato*
postado em 14/09/2020 20:00
 (crédito: Flor de Bananeira/Divulgação)
(crédito: Flor de Bananeira/Divulgação)

Muito se pode criar com a junção da técnica e do papel. Entre 20 e 30 de setembro, ocorre o evento virtual Meu Papel no Mundo, que visa explorar o universo artesanal do material, celebrar o Dia do Papeleiro (20/9) e trazer a vocação das pessoas para uma vida sustentável. Com a participação de artistas, nacionais e internacionais, vídeos serão postados durante os dias do evento, às 11h, no Instagram e no canal do YouTube.

Os assuntos do evento são a arte do papel, a relação com a sustentabilidade, o trabalho manual, a pintura, a transformação do material em arte, a reciclagem dos materiais, a vocação de cada um, responsabilidade social, entre outros. Todos os temas ministrados por papeleiros de Brasília, São Paulo, Rio de Janeiro, Equador e Espanha.

“Não é só para mostrar a arte do papel, mas também para dizer qual o nosso papel no mundo”, revela, ao Correio, a organizadora do evento, Gizelma Fernandes. Ao falar do evento e o artesanato com papel, a artista comenta sobre a importância de entender a origem da matéria prima, que é a árvore, para compreender o sentido da reciclagem e da sustentabilidade.

Em 2019, Meu Papel no Mundo teve a 1ª edição realizada presencialmente para em média 250 pessoas, com oficinas gratuitas, shows e produção. A 2ª edição, entretanto, ocorre virtualmente, devido à pandemia do coronavírus, com apoio da Universidade Internacional da Paz (UNIPAZ), do Museu Vivo da Memória Candanga e da Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa do Distrito Federal (Secec-DF).


Serviço
2ª edição Meu Papel no Mundo
No Instagram e no canal do YouTube da Flor de Bananeira. Em 20 a 30 de setembro, às 11h. Evento Meu Papel no Mundo ocorre para conscientizar as pessoas sobre sustentabilidade, reciclagem, transformação de matérias primas e apresentar a arte do artesanato de papel. Gratuito para o público.

*Estagiária sob supervisão de Adriana Izel

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação