Tantas Palavras

Correio Braziliense
Correio Braziliense
postado em 16/09/2020 19:36

Rosa

uma pétala
porta o orvalho
(e o que resta da fria madrugada)
uma rosa
relembra os ventos
(e o insistir violento da beleza)
um amor
desprende-se do caule
(e um sopro nem sempre é suave)

Luciana Barreto

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação