Tantas Palavras

Correio Braziliense
Correio Braziliense
postado em 18/09/2020 00:48

Até me compreenderem
mais nada serei:
nem sombra,
nem lembrança,
assombração,
nada!
Minha face
não estará em espelho algum,
por ora me nutre o verbo,
depois nem advérbio serei,
oxalá uma interjeição
de espanto pelo tempo que passou.

Jonas Pessoa

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação