Prêmio

Filme com produção de Brasília, 'Pureza' é premiado em evento do Mercosul

Ao retratar a denúncia real de trabalho escravo, o diretor Renato Barbieri viu 'Pureza' premiado pelo júri popular do Festival Audiovisual do Mercosul realizado em Florianópolis

Correio Braziliense
postado em 01/10/2020 18:47 / atualizado em 01/10/2020 20:02
 (crédito: Felipe Reinheimer/ Divulgação)
(crédito: Felipe Reinheimer/ Divulgação)

Depois de exibido no Festival do Rio, ano passado, o ainda inédito longa brasiliense Pureza conquistou outra boa janela de divulgação, no 24º FAM Festival Audiovisual Mercosul (em Florianópolis), em que, numa
edição virtual do evento, conquistou o prêmio de melhor longa de ficção, segundo júri popular.

Com direção de Renato Barbieri, corroteirista junto com Marcus Ligocki, o filme levou o Troféu Panvision. Estrelado por Dira Paes, Matheus Abreu, Marinana Nunes e Flávio Bauraqui, o longa conta drama real de uma mãe que deixa o Maranhão e descobre o sumiço do filho em garimpo no Pará.

Numa jornada que alcança Brasília, ela mobiliza o poder público, diante de denúncias de trabalho escravo. Presente na plateia virtual, Dira Paes celebrou a vitória, indício de esperança, ao ver um longa com "visão humanista" destacado pelo júri popular. "O cinema dá alento", concluiu.

 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação