Cinema

Longa-metragem da cidade será distribuído em 71 países, por streaming

Terceiro longa-metragem assinado pelo diretor Gustavo Galvão, Ainda temos a imensidão da noite terá Estados Unidos e Inglaterra na rota de distribuição

Ricardo Daehn
postado em 20/10/2020 16:37 / atualizado em 20/10/2020 16:54
 (crédito: André Carvalheira/ Divulgação)
(crédito: André Carvalheira/ Divulgação)

Com o terceiro longa-metragem da carreira chamado Ainda temos a imensidão da noite, o diretor candango Gustavo Galvão chegou à assinatura de um contrato de distribuição internacional vistoso para o cinema candango. Alcançará as plataformas digitais de 71 países. Pelo acordo, o filme, integrado por elenco de músicos (com Ayla Greta, Hélio Miranda e Vanessa Gusmão), terá trajetória de distribuição compreendida por Estados unidos, Canadá, Reino Unido e toda a América Latina. O Leste Europeu e países africanos e asiáticos também estão na rota. Haverá datas variadas para estreias diversificadas, no período entre dezembro e final de janeiro de 2021.

A revitalização internacional do longa, exibido no cinema em dezembro de 2019 e presente no 52º Festival de Brasília do Cinema Brasileiro, ampliará a entrada em mercados raros para o cinema brasileiro independente, dada a inclusão de países de língua inglesa. Plataformas como Amazon Prime, Google e iTunes estão no pacto de distribuição cuja centelha se deu em fevereiro, quando Galvão esteve no European Film Market do Festival de Berlim. Anteriormente, o diretor contou com a distribuição na América Latina para o o filme de estreia Nove crônicas para um coração aos berros (2012). Na nova empreitada, com Ainda temos... haverá incremento no alcance, dado o número muito maior de assinantes de streaming. No currículo, o brasiliense ainda tem o longa Uma dose violenta de qualquer coisa (2014).

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação