Tantas Palavras

Correio Braziliense
postado em 20/10/2020 20:56

Mensagem

Faria um poema
de amor.
Mas penso em aviões
que decolam,
trens partindo,
em filmes antigos,
gavetas vazias,
a marca do quadro
na parede,
o livro embrulhado
para presente
e coberto de pó.
Este é meu poema
de amor.

Alberto Bresciani

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação