Homenagem

Carlinhos Maia está "entristecido" com população que impediu homenagem a ele

Humorista teria estátua instalada em orla de Penedo, mas a população não concordou. Influenciador digital fala em preconceito

Correio Braziliense
postado em 21/10/2020 09:48
Carlinhos Maia destaca que sempre que pode fala de Penedo por shows e eventos pelo Brasil -  (crédito: Instagram/Reprodução)
Carlinhos Maia destaca que sempre que pode fala de Penedo por shows e eventos pelo Brasil - (crédito: Instagram/Reprodução)

O humorista e influenciador digital Carlinhos Maia sempre que pode fala de Penedo (AL), cidade onde nasceu e tem casa até hoje. Mas isso não basta para que ele seja uma unanimidade por lá. Na tarde desta terça-feira (20/10), uma estátua dele seria instalada na nova orla da cidade, mas moradores impediram a homenagem.

Nas redes sociais, Carlinhos Maia se disse "entristecido" e "decepcionado" com o que aconteceu. Segundo ele, as pessoas tentaram o humilhar, mas não conseguiram. "Estou triste, mas não humilhado porque o meu sucesso continua. O mundo aplaude o mesmo sucesso que vocês desdenham", afirma.

O humorista conta que a estátua seria instalada em outro bairro e que até aí a população não estava se opondo. Mas que, a pedido dele, a prefeitura teria mudado o lugar porque foi na Orla que Carlinhos cresceu e tem casa ainda hoje, que a mãe dele nasceu e que o avô morou. "A gente vai perdendo o interesse na humanidade, especialmene nos nossos semelhantes. Se fosse um político que compra o voto de vocês que colocasse a estátua, vocês aplaudiriam", continua.

Carlinhos atribui a rejeição da população de Penedo à estátua dele ao preconceito: "Pobre detesta quando outro pobre cresce - a grande maioria é assim. Acha ruim quando vê um pobre e gay fazendo sucesso e todo meu sucesso aconteceu filmando as pessoas de Penedo. Muitos disseram 'para que a estátua de um viado?', mas eu não tenho culpa de fazer sucesso."

Aos que crticam a profissão de influenciador digital dele, Carlinhos também mandou um recado. "Quanto mais ignoram que minha profissão existe e faz parte de um novo mundo, mais vocês vão ficando para trás. Essa é uma nova maneira de levar entretenimento e esperança, de fazer corrente de bem", afirmou o humorista, que disse que apagaria logo a resposta por classificar a rede social dele como um lugar alegre e de bom humor.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação