Programação

Live de Leonel Laterza e peça 'Caleidoscópio palace' agitam fim de semana

Com o fim da seca, uma boa pedida para se divertir é assistir a lives de música e espetáculos, ou pegar um filminho em casa

Geovana Melo*
postado em 23/10/2020 06:00 / atualizado em 23/10/2020 07:46
 (crédito: Celio Maciel/Divulgação)
(crédito: Celio Maciel/Divulgação)

Apesar dos eventos presenciais estarem voltando pouco a pouco, cercados de cuidados, ainda há quem prefira se divertir no conforto do lar, acompanhando os shows on-lines ou assistindo séries. Em casa, no cinema ou no drive-in, confira a programação do fim de semana na capital.

Três décadas de música

Com ênfase nas nuances da música brasileira, o cantor Leonel Laterza mergulha na melodia e edifica a carreira por meio de apresentações em festivais, bares e teatros da capital há 30 anos. Com a infância marcada pela música, o mineiro de coração brasiliense iniciou os trabalhos na Escola de Música de Brasília (EMB). Influenciado pela bossa nova, pela MPB e pelo jazz, ele mostra recursos que o permitem visitar, de maneira particular, os mais variados gêneros musicais.

“Aprendi que, nós, como artistas, temos que usar a arte para provocar as pessoas. No meu conceito, existe uma diferença entre arte e entretenimento. Escolhi fazer arte e a gente tem o compromisso de provocar e sensibilizar as pessoas. Nós temos que saber que servimos a música e não o contrário”, conta Leonel Laterza em entrevista ao Correio.

Para o artista, o mais desafiador das três décadas de carreira é a insistência na valorização da música popular brasileira que é “muito diversa e rica”, como descreve o mineiro. “A parte mais difícil é resistir nesse gênero musical”, pontua. Os ápices da trajetória musical foram muitos.

“Lembro que teve um momento muito importante. Quando me apresentei na Sala Villa-Lobos, do Teatro Nacional. Estava lotada, pois o evento trazia um artista local e um nacional, e, nesse dia, quem se apresentou foi Rosa Passos. Essa foi a minha maior plateia até hoje, foi uma coisa muita linda. Tem muita gente que me conhece por causa dessa apresentação”, relembra 2008, no MPB Petrobras.

O mais recente trabalho é o disco de intérprete Delicadeza — Canções de Dori Caymmi, lançado em junho. A produção recebeu elogios do próprio homenageado. “O feedback está maravilhoso, estamos tendo muita audição nas plataformas digitais, tem muita gente manifestando que o disco tocou o coração e quem me conhecia acha que esse trabalho mostra amadurecimento. É um disco que muitas letras se referem ao interior e à emoção, e nessa época do virtual estamos tentando fazer isto sempre a distância. A própria letra de Delicadeza fala de saudade e casou com o momento”, reflete o cantor.

A comemoração será à distância por meio de uma live transmitida pelo canal oficial do cantor no YouTube, no sábado (24/10), às 20h. “Estou muito feliz e me sentindo muito estranho, porque comemorar virtualmente é uma novidade, mas não podia passar em branco”, admite e antecipa o repertório que trará uma retrospectiva da carreira com faixas autorais e regravações.

Espetáculo virtual

Frame do ator Leonardo Rodrigues na peça 'Caleidoscópio palace', de Hugo Rodas
Frame do ator Leonardo Rodrigues na peça 'Caleidoscópio palace', de Hugo Rodas (foto: Caleidoscópio Palace/Reprodução)

 

Fragmentos da realidade cotidiana pandêmica são encenados em 12 cenas. São situações distintas dentro de um mesmo edifício. Essa é a premissa do Caleidoscópio palace, montagem on-line dirigida pelo diretor uruguaio Hugo Rodas durante o contexto do isolamento social. O espetáculo será realizado sábado (24) e domingo, às 20h, pelo YouTube.

As janelas do prédio, uma a uma, são os palcos para que os moradores compartilhem solidões, vazios existenciais, amores em estado de espera, saudades e angústias. O processo criativo levou seis meses de duração e foi um desafio, tanto para os atores quanto para o diretor, que abusou das referências cinematográficas para montar uma espécie de filme on-line.

Os atores de Caleidoscópio se conheceram na montagem do clássico O olho da fechadura, baseado na obra de Nelson Rodrigues, encenado em 2019 no Espaço Cultural Renato Russo, na Asa Sul. Desse processo, surge o novo grupo. Em 60 minutos, o espetáculo debate questões acerca do tempo e do futuro em uma resposta poética ao isolamento social.

*Estagiária sob supervisão de Igor Silveira

Serviço

Live Delicadeza
Sábado, às 20h, no canal oficial do Leonel Laterza no YouTube. Gratuito. Livre para todos os públicos.

Caleidoscópio palace
Sábado e domingo, às 20h, no canal do Caleidoscópio Palace no YouTube.

Tem mais!

Streaming

Emily in Paris
De Darren Star, mesmo criador de Sex and the city e de Younger. A série Emily in Paris é protagonizada por Lily Collins e narra a história de uma jovem estadunidense que trabalha em uma grande empresa de marketing e muda-se para Paris, onde tem que se adaptar à vida na capital e aos costumes franceses. A trama acompanha as aventuras da jovem pela cidade, tentando se enturmar com os colegas de trabalho, vivendo paixões e fazendo grandes amizades. Disponível na Netflix.

 

Cássia Kis e Nikolas Antunes em cena da série Desalma.
Cássia Kis e Nikolas Antunes em cena da série Desalma. (foto: Estevam Avellar/Divulgação)

 

Desalma
De Ana Paula Maia, a série Desalma é a nova produção de terror, suspense e drama do Globoplay. Em Brígida, cidade brasileira colonizada por ucranianos, uma festa pagã é banida após tragédia.?Trinta?anos depois, ela está de volta, mas eventos sombrios afligem a cidade.?Disponível no Globoplay.

The Boys
De Eric Kripke, Seth Rogen e Evan Goldberg, a série The Boys ganhou uma segunda temporada, mais intensa e desesperada. Butcher (Karl Urban), Hughie (Jack Quaid) e a equipe se recuperam das perdas da temporada anterior. Fugindo da lei, eles sofrem para lutar contra os super-heróis. Enquanto Vought, a empresa que gerencia os heróis, entra em pânico com a ameaça dos supervilões, e uma nova heroína, Stormfront, agita a empresa e desafia um Homelander já instável. Disponível no Amazon Prime Video.

Cinema
Após decreto do governo que retira exigência de alternar fileiras ocupadas nos cinemas da capital, esses espaços retomaram sessões a desde quinta-feira (22/10). Estão abertos os cinemas do Boulevard Shopping (Asa Norte), ParkShopping (Guará), Pátio Brasil (Asa Sul), Terraço Shopping (Octogonal), Espaço Itaú de Cinema, no Casapark (Guará) e JK Shopping (Ceilândia). Confira a programação na íntegra no site Divirta-se mais.

Diversão no Drive-in

Festival Brasília Drive-in
Sábado, no estacionamento do Estádio, em Sobradinho, com apresentação da banda Matuskela, às 20h30, e da Brazilian Blues Band, às 22h. Domingo, com shows de Juliana Muller, às 20h30 e Célia Porto, às 22h. Entrada franca. Classificação indicativa conforme programação.

Cine Drive-in
Exibição dos filmes Como cães e gatos 3 às 18h30, Abraço às 20h e A ilha da fantasia às 21h30. Até segunda-feira, R$ 15 (meia-entrada). Aniversariantes terão entrada gratuita para as sessões. Classificação indicativa conforme a programação.

O Circuito Cine Drive-in nas Cidades
Sexta (22), sábado e domingo às 18h, no Estacionamento da QN 302, em Samambaia. Exibição gratuita dos filmes Minha mãe é uma peça 3, Trolls, Arranha céu: coragem sem limites, Madagascar 3 e Pai em dose dupla 2. Entrada-franca via retirada de ingressos no site ou aplicativo Sympla. Classificação indicativa conforme a programação.

  • Frame do ator Leonardo Rodrigues na peça 'Caleidoscópio palace', de Hugo Rodas
    Frame do ator Leonardo Rodrigues na peça 'Caleidoscópio palace', de Hugo Rodas Foto: Caleidoscópio Palace/Reprodução
  • Cássia Kis e Nikolas Antunes em cena da série Desalma.
    Cássia Kis e Nikolas Antunes em cena da série Desalma. Foto: Estevam Avellar/Divulgação
Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação