Música

Detentores dos direitos de 'YMCA' entram com ação contra Donald Trump

Denúncia foi anunciada pelos advogados envolvidos no caso na última quinta-feira (5/11)

Correio Braziliense
postado em 06/11/2020 16:58
 (crédito: BRENDAN SMIALOWSKI/AFP)
(crédito: BRENDAN SMIALOWSKI/AFP)

Em decorrência do uso indevido da música YMCA na campanha eleitoral de Donald Trump, os detentores dos direitos autorais do hit do Village People registraram uma denúncia na França e nos Estados Unidos. Os advogados anunciaram a queixa na última quinta-feira (5/11).

"Nos últimos dias da campanha para a eleição presidencial nos EUA, a mundialmente famosa canção YMCA, interpretada pelo Village People, foi objeto de uso massivo e não autorizado por parte do candidato Donald Trump e sua equipe, tanto durante seus comícios, quanto na trilha sonora de um vídeo promocional veiculado em todo o mundo", declarou Richard Malka, advogado dos detentores dos direitos da música, em nota.

Trump encerrou comícios e postou montagens no Twitter com a música, associando a imagem dele aos músicos e à banda. Sendo assim, os beneficiários dos direitos da música, como a gravadora Scorpio Music, descobriram a apropriação ilícita e não aceitaram bem.

A música ficou muito famosa entre as décadas de 1970 e 1980. Junto com a canção, a coreografia conquistou o mundo com as fantasias de caubói, índio, policial, operário, motociclista e soldado. Confira o vídeo, lançado há 12 anos:

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação