Literatura

Livro de Waleska Barbosa será lançado por uma editora em 2021

Livro 'Que o nosso olhar não se acostume às ausências' fala sobre racismo, feminicídio e temas ligados à mulher negra. Obra será lançada pela editora Arolê Cultural

Maria Baqui*
postado em 10/11/2020 15:00
 (crédito: Arquivo pessoal)
(crédito: Arquivo pessoal)

O livro Que o nosso olhar não se acostume às ausências, escrito pela paraibana radicada em Brasília, Waleska Barbosa, sobre temas ligados à mulher negra será lançado em 2021 pela editora paulistana Arolê Cultural. O lançamento está previsto para o primeiro trimestre do próximo ano.

A obra, inicialmente divulgada em 2019, de maneira independente surgiu a partir de um blog da autora, em que a escritora aborda, nas linhas das crônicas e prosas poéticas, temas como racismo, feminicídio, maternidade e amor próprio. 

“São vivências muito pessoais a partir do olhar de uma pessoa comum, uma mulher, uma mulher negra, migrante nordestina, mãe, ex-esposa, enfim, ingredientes comuns as nossas vidas e que, muitas vezes, não percebemos ou não os tomamos para análises mais profundas ou subjetivas. O livro vai levando leitores nessa caminhada interna”, explica a autora ao Correio.

O livro reúne tramas “contadas, recontadas, criadas e inventadas”. Para Waleska, “a intenção do conteúdo é preservar o mistério sobre as histórias”. A obra está disponível por meio do blog pessoal Um por dia, local de onde a escritora tirou a inspiração para o nome do livro.

“Como vieram de um blog no qual meu compromisso era escrever diariamente, eles têm alma, sentimentos, gritos, silêncios, dores, alegrias, tudo de um jeito muito vivo e muito imediato”, declara Waleska.

Antes de ser adotado pela editora especializada em temas afro-religiosos, o livro já havia sido apresentado em diversos pontos do mundo, como em uma feira de livros em Frankfurt, na Feira Literária de Campina Grande, na Feira Agroecológica da Ponte Norte, na programação do Novembro Negro da Câmara dos Deputados, entre outros. “O livro é um caldeirão denso e ao mesmo tempo leve”, diz a autora.

*Estagiária sob supervisão de Adriana Izel

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação