Festival de Cinema

Comissão de seleção do Festival de Cinema de Brasília analisa 700 filmes

Falta pouco mais de mês para a realização do Festival de Brasília do Cinema Brasileiro, que trará 30 filmes em competição. Há pluralidade nas comissões sob curadoria de Sílvio Tendler

Ricardo Daehn
postado em 11/11/2020 09:39
 (crédito: Janine Moraes/ CB DA Press)
(crédito: Janine Moraes/ CB DA Press)


A pouco mais de um mês da realização da 53a edição do Festival de Brasília do Cinema Brasileiro, os esforços das comissões de seleção estão afinadas à visão do curador do evento Sílvio Tendler, numa jornada que incluirá a análise de quase 700 filmes. Ao todo, 30 produções serão selecionadas e dividirão R$ 400 mil em prêmios. Além da mostra competitiva, com largada dia 15 de dezembro, haverá espaço para atividades paralelas.

"Cores e pegadas" diferenciadas estão no painel proposto por Tendler como critério de seleção dos filmes que serão exibidos pelo Canal Brasil e pelo Play Canal. Com presença integral de mulheres, a Mostra Brasília
será montada por profissionais do audiovisual como Glória Teixeira, Carina Bini e Maria da Graça Quaresma.

Para a seleção da mostra competitiva foi destacado o diretor André Luiz Oliveira (Meteorango Kid), que será o presidente. Cineastas, professores, curadores e artistas completam a lista da comissão de seleção. Na frente de longas-metragens as escolhas dos filmes recairão sobre a atriz Anne Celestino e os diretores Luiz Carlos Lacerda e Adriana Dutra.

Premiada no Festival É Tudo Verdade, Edileuza Penha de Souza, diretora de Filhas de lavadeiras está
na comissão de curtas, sob a presidência de Clementino Luiz de Jesus. Ainda para escolher as 12 obras do segmento foram elencados o diretor de fotografia André Carvalheira, a montadora Cintia Bittar e Nara Barreto Campello.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação