Festival

Festival Novas Frequências comemora dez anos com programação virtual

A 10ª edição do festival conta com homenagem à pioneira da arte multimídia, Jocy de Oliveira

Correio Braziliense
postado em 24/11/2020 10:12 / atualizado em 24/11/2020 10:14
 (crédito: NovasFrequências/Divulgação)
(crédito: NovasFrequências/Divulgação)

O festival Novas Frequências, principal evento sul-americano de música experimental e arte sonora, vai comemorar os dez anos de existência com uma edição on-line, que ocorre entre 1º e 13 de dezembro. Toda a programação será transmitida no próprio site do evento. Ao todo, o formato digital apresenta 43 propostas feitas especialmente para o festival por artistas de 13 estados do país.

Entre os destaques da programação está a releitura imagética de Lilian Zaremba, de duas peças compostas por Jocy de Oliveira, como homenagem à pioneira em arte multimídia; a interpretação de Grace Passô da peça radiofônica Para acabar com o julgamento de Deus, de Antonin Artaud; a leitura de trechos do diário de quarentena do escritor e cineasta João Paulo Cuenca, com trilha em parceria com Barulhista.

O evento também destaca os trabalhos do cantor e compositor Negro Leo; das performers Irmãs Brasil e Ventura Profana e, por fim, do artista Thiago Rocha Pitta em parceria com Paulo Dantas.

Em meio a impossibilidade de performances presenciais (devido à pandemia da covid-19), o festival decidiu inovar os formatos. Respeitando um dos conceitos principais do Novas Frequências, a ampliação das fronteiras sonoras, o projeto optou por criar outras formas de apresentação ao público, por meio de vídeos pré-produzidos e conteúdos de multilinguagem: trabalhos audiovisuais, videoarte, curta-metragem, vídeo-ensaios, experimentos com som imersivo, podcasts, websites, dentre outros, em detrimento às lives e aos formatos similares.

O tema central e o conceito que pauta a programação do Novas Frequências 2020 é a letra xis (X). Segundo o diretor e curador Chico Dub, “chegar aos 10 anos é uma marca histórica para a cena de música experimental no país e isso precisa ser grifado com todas as cores. Não foi fácil chegar até aqui e não será nada fácil continuar no futuro próximo. E é por isso que o Novas Frequências chega aos 10 anos trazendo como tema central o X. Referência imediata ao número romano, mas também ao X de indefinição, de incógnita, de oposição, de enfrentamento, de ruptura, de negação, de colaboração, de pluralidade, de feminino, de não-binarismo e de tantos significados imbuídos neste símbolo tão rico e potente”.

Além de trazer temáticas e reflexões sócio-políticas na busca pelas raízes da música, o projeto terá como novidade uma programação integralmente brasileira. “No momento onde a cena de música de invenção se apresenta ainda mais fragilizada, se faz completamente necessário o apoio à classe artística local”, disse ainda Chico Dub. Ainda assim, parte da programação traça pontes com outras cenas e geografias convidando também artistas brasileiros residentes no exterior. A combinação do festival com outras linguagens artísticas além da música,como o audiovisual e peças radiofônicas por exemplo, é outro ponto alto da 10ª edição. Confira a programação completa no site. 

Serviço
Festival Novas Frequências X 10 anos
No site do evento. Em 1º a 13 de dezembro. Verificar horários na programação. O festival Novas Frequências, principal evento sul-americano de música experimental e arte sonora, vai comemorar os 10 anos de existência com edição on-line. Ao todo serão 43 propostas apresentadas por artistas de 13 estados brasileiros. Gratuito. Verificar classificação indicativa.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE