Mostra

Live com o mago e cineasta Jodorovsky encerra mostra de cinema do CCBB

Os curadores da mostra Cinema e Transcendência estarão no evento em que será apresentado o longa 'Psicomagia'

Ricardo Daehn
postado em 27/11/2020 13:37
 (crédito: Nour Filmes/ Divulgação)
(crédito: Nour Filmes/ Divulgação)

Processos de cura de espírito e elementos físicos e mentais são alguns dos atributos reclamados pelo cineasta e multiartista chileno Alejandro Jodorovsky, presença de ouro no encerramento do evento virtual disposto em www.festivalcinemaetranscendencia.com

Amanhã (28/11), às 17h, os espectadores podem partilhar não apenas da experiência de acompanhar a última obra para cinema do artista, chamada Psicomagia, a arte da cura, bem como tomar parte de uma live com a participação dos curadores da mostra de cinema, os diretores locais de cinema Carina Bini e Andre Luiz Oliveira.

Num mix de conhecimentos e propagações aprendizados, Jodorovsky segue preceitos do mestre esotérico armênio Gurdjieff e de Carlos Castaneda, além de se ajustar a ramificações zen budistas e místicas. Tarólogo e à frente de trabalho terapêutico, Jodorovsky, popularizado no cinema desde os anos 70, tem muitos títulos detidos em jornadas pessoais, encerrando ciclos da vida muito singulares.

A característica, por sinal, da sensação única de seus filmes, foi bem descrita no livro 1001 Filmes para ver antes de morrer, no qual é analisado o clássico El Topo (1970). Com o diretor em cena, a publicação demarca que ele criou um "faroeste cabeça", ao tratar das provações para um homem de elevado ego que
percorrerá um caminho de iluminação, ao se despir da condição de radical pistoleiro. Na nova produção, feita pela França, a expectativa é de que Psicomagia, a arte da cura aprofunde a visão dos métodos de Alejandro Jodorowsky.



Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE