Obituário

Morre Rafael Marupiara, compositor do Boi Garantido, vítima de covid-19

Rafael Marupiara compôs mais de 20 toadas do Boi Garantido, em Manaus. Entre elas, ‘Matawi-Kukenan’, ‘Apocalipse Yanomami’ e ‘O vaqueiro’

Correio Braziliense
postado em 08/01/2021 09:32 / atualizado em 08/01/2021 09:32
 (crédito: Twitter/ Reprodução)
(crédito: Twitter/ Reprodução)

Rafael Araújo, conhecido como Rafael Marupiara, morreu na noite desta quinta-feira (7/1), em Manaus, vítima da covid-19. Compositor do folclórico Boi Garantido, também nomeada de Associação Folclórica Boi-Bumbá Garantido, ele deixa legado para a cultura amazonense. Além disso, Rafael era um reconhecido professor de geografia da região.

No Boi Garantido, começou como compositor com a toada Karajá, o povo das águas, em 2009. Nos últimos 11 anos de história, foram mais de 20 rodadas lançadas pelo Garantido, com fortes características de tradições amazônicas como rituais e costumes, todas originadas de pesquisas. A última composição foi em 2020, com Kamarãpi.

O educador estava internado desde a última semana de dezembro no Hospital São Lucas, em Manaus. A família do geógrafo movimentou as redes sociais com pedido de orações, mas, ele não resistiu. Na internet, Rafael Marupiara é homenageado pelos usuários, que lamentam profundamente a morte do educador.


Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE