Equipamento cultural

Governo vai lançar concurso para projeto arquitetônico do Museu da Bíblia

A primeira etapa do projeto consiste no lançamento de um concurso nacional para escolha da proposta arquitetônica do museu. Uma comissão das secretarias de Cultura e Desenvolvimento Urbano e Habitação fará a coordenação da escolha

Correio Braziliense
postado em 14/01/2021 11:56 / atualizado em 14/01/2021 11:57
A Secretaria de Cultura e Economia Criativa do DF, comandada por Bartolomeu Rodrigues, participará da comissão que avaliará as propostas do concurso -  (crédito: Marcelo Ferreira/CB/D.A Press)
A Secretaria de Cultura e Economia Criativa do DF, comandada por Bartolomeu Rodrigues, participará da comissão que avaliará as propostas do concurso - (crédito: Marcelo Ferreira/CB/D.A Press)

O secretário de Cultura e Economia Criativa do Distrito Federal, Bartolomeu Rodrigues, divulgou, nesta quinta-feira (14/1), que o projeto do Museu da Bíblia, anunciado pelo governador Ibaneis Rocha (MDB) ainda em 2019, entrará na primeira etapa em breve. A ação conjunta com a Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Habitação (Seduh) De acordo com Rodrigues, o orçamento do equipamento cultural estimado é de R$ 26 milhões, sendo R$ 14 milhões captados em emendas parlamentares de deputados federais.

A fase inicial consiste no lançamento do concurso nacional que escolherá a proposta arquitetônica do espaço que será erguido numa área de 7.500 metros quadrados no Eixo Monumental, nas proximidades da EPIA e da antiga Rodoferroviária. O objetivo é encontrar uma iniciativa que atenda diretrizes legais e também do Programa de Necessidades, elaborado colaborativamente entre a Secec e a Seduh, com o apoio de arquitetos e museólogos.

Poderão participar do concurso empresas de arquitetura inscritas nos Conselhos de Arquitetura e Urbanismo. O processo de inscrição e a apresentação das propostas, assim como o julgamento serão feitos por meio de um portal on-line, que contará com uma coordenação composta por integrantes da Secec e da Sedhuh, conforme publicado no Diário Oficial na última segunda-feira (11/1), uma comissão de licitação e uma comissão julgadora.

Serão avaliados os aspectos de relacionamento institucional, técnicos dos projetos apresentados e documental. O julgamento dos projetos será feito presencialmente e sem que as empresas participantes sejam identificadas. Somente após a decisão, os julgadores terão acesso à identificação da empresa. Atualmente, o edital está em fase de revisão técnica para ser lançado.

A empresa responsável pelo projeto vencedor terá um prazo de 75 dias para entregar o anteprojeto, o projeto legal, o projeto executivo, os projetos complementares e os orçamentos. Uma vez concluídos serão entregues para execução da obra à Secretaria de Estado de Obras do Distrito Federal.

Polêmicas envolvendo o Museu da Bíblia

O Museu da Bíblia de Brasília é alvo de polêmica desde o anúncio do projeto. Em outubro de 2019, o governador Ibaneis Rocha anunciou a construção do equipamento cultural com um projeto arquitetado por Oscar Niemeyer. Logo, a autoria do projeto arquitetônico foi negada pelo Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Distrito Federal (CAU/DF). O caso ainda levantou debate sobre a execução do projeto de um autor falecido por terceiros. Agora, o secretário de Cultura garantiu que "não será usada a matriz de Niemeyer".

A ideia do governador era entregar a obra completa até o fim do mandato em 2022. Em 2020, Ibaneis disse que as obras começarão ainda em 2021.

Ao longo do ano passado, o caso foi levado para a Justiça. A Associação Brasileira de Ateus e Agnósticos (Atea) questionou, em ação judicial, o uso de recursos públicos e de doações para a construção. Na época, o Tribunal de Justiça do Distrito Federal e do Territórios (TJDF) negou o pedido de liminar para suspensão da construção, sob decisão do juiz da 7ª Vara de Fazenda Pública de Brasília.

A criação do Museu da Bíblia também foi alvo de bate-boca entre distritais nas redes sociais.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE