Museu

Anteriormente interina, Sara Seilert é confirmada como diretora do Museu da República

A analista de atividades culturais em artes plásticas, Sara Seilert teve o nome registrado, nesta quarta-feira (13/1), no Diário Oficial do Distrito Federal para ocupar oficialmente o cargo

Correio Braziliense
postado em 14/01/2021 15:46 / atualizado em 14/01/2021 16:24
 (crédito: Front Filmes/Divulgação)
(crédito: Front Filmes/Divulgação)

Primeira mulher a assumir a direção do Museu Nacional da República, a analista de atividades culturais em artes plásticas, Sara Seilert, teve o nome registrado, nesta quarta-feira (13/1), no Diário Oficial do Distrito Federal para ocupar oficialmente o cargo. Seilert estava trabalhando interinamente desde agosto do ano passado, quando substituiu Charles Cosac.

No anúncio feito pela Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa (Secec-DF), ela se pronunciou dizendo estar segura para continuar o trabalho que vinha realizando com a equipe. "Fico mais à vontade para propor coisas novas também”, disse a diretora. Seilert também ressaltou a importância do trabalho realizado com o ex-diretor Charles Cosac: “Trabalhar com Charles Cosac foi uma experiência muito importante em minha vida profissional. Eu admirava a editora CosacNaify, mas estar com ele, enquanto curador, ajudou-me a compreender vários aspectos do sistema de arte antes distantes para mim”.

Quando assumiu interinamente o cargo, em agosto de 2020, encontrou alguns desafios orçamentários e administrativos. O museu estava fechado há seis meses devido à pandemia e ainda sem um diretor. Outros nomes foram cotados para o cargo na época, como o de Cinara Barbosa, curadora e professora do Instituto de Artes da Universidade de Brasília (IDA/UnB). Entretanto, o Secec-DF voltou atrás no convite. “Ficamos meses conversando, mantendo em sigilo, mas, infelizmente, não deu para compatibilizar o cargo que ela tem na UnB com o nosso”, disse o secretário ao Correio, na ocasião.

Finalmente, a secretaria chegou ao nome de Sara Seilert, que traz a experiência do trabalho realizado nos últimos meses e algumas pautas bem encaminhadas para 2021. A diretora adiantou que, em março, o público poderá conferir obras de Alex Vallauri, artista grafiteiro precursor, no expositivo principal; Marcos Amaro, artista plástico, mais conhecido por ser um importante colecionador de arte no Brasil, proprietário do FAMA Museu, no mezanino; e Claudio Maya, designer pioneiro em Brasília, na galeria térreo.

Quem também se pronunciou sobre a nomeação, por meio da publicação, foi o secretário Bartolomeu Rodrigues. “Durante a interinidade, Sara deu demonstrações de competência para dirigir o museu. Temos projetos em andamento que precisam ser executados dentro da perspectiva de que em breve voltaremos à normalidade. Trata-se também de um gesto de reconhecer e valorizar os quadros da casa. Confio plenamente na sua gestão”, afirmou o secretário de cultura da Secec-DF.

  • Sara Seilert é oficialmente nomeada como Diretora do Museu Nacional (MuN).
    Sara Seilert é oficialmente nomeada como Diretora do Museu Nacional (MuN). Foto: Daniel Marques
  • Sara Seilert é a diretora interina do Museu Nacional da República
    Sara Seilert é a diretora interina do Museu Nacional da República Foto: Front Filmes/ Divulgação
Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE