Música

Zé Renato e Lourenço Baeta deixam Boca Livre por divergências políticas

O nome Boca Livre continua com David Tygel e Maurício Maestro

Correio Braziliense
postado em 19/01/2021 15:06
 (crédito:  Leonardo Aversa/Divulgação)
(crédito: Leonardo Aversa/Divulgação)

Os cantores Zé Renato e Lourenço Baeta deixaram o Boca Livre, um dos mais tradicionais grupos vocais do país. Segundo o jornal O Globo, o motivo da saída foram divergências políticas entre os dois e os outros integrantes do grupo, David Tygel e Maurício Maestro. O nome Boca Livre fica com David e Maurício.

Segundo a matéria de O Globo, Maurício Maestro é simpatizante do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) e seguidor das ideias de Olavo de Carvalho, enquanto Zé Renato e Lourenço Baeta estão à esquerda.

"Não deixa de ser uma posição política, mas vai além disso. Vejo como uma questão humanitária, como preservação de liberdade, no sentido mais amplo da palavra. Não tenho filiação partidária. Procuro seguir meu instinto, de querer um mundo mais justo. Comecei a ter dificuldade em participar de um grupo em que uma pessoa pensa exatamente o contrário. Não tenho problemas em dialogar, mas o que está acontecendo é a tentativa de cerceamento da liberdade", afirmou Zé Renato ao jornal carioca.

"Você convive com divergência politica, mas tem hora que chega num ponto mais difícil aceitar certas coisas. Até pelo fato do desgaste do tempo", completou Baeta.

David fez questão de dizer à reportagem que a permanência na banda não significa que ele concorde com a posição política de Maurício Maestro. "Ele tem uma posição contrária à minha. (Mas o Boca Livre) é um grupo que eu amo muito, não gostaria que acabasse. No sentido do trabalho musical, tenho uma relação muito boa com o Maurício", justificou.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE