MÚSICA

Diogo Nogueira lança novo DVD para iniciar trilogia musical

Em 'Sol', Diogo tem como convidados Zeca Pagodinho, o grupo Fundo de Quintal e partideiros da nova geração do samba carioca, além de ser acompanhado por uma big band de 15 instrumentistas

Irlam Rocha Lima
postado em 09/02/2021 06:00
 (crédito: Guto Costa/Divulgação)
(crédito: Guto Costa/Divulgação)

Lançar uma única música faz parte da nova realidade do mercado fonográfico. Raro é o artista que não se utiliza desse artifício para chegar ao público. O cantor e compositor Diogo Nogueira vai bem além desse expediente. Ele acaba de chegar às plataformas digitais com o Sol, primeiro DVD da trilogia Samba de verão, gravado num palco de 500 metros quadrados, dentro de uma balsa, na Baía de Guanabara, numa marina, em Niterói, com vista para o Rio de Janeiro.

O projeto conta com três álbuns diferentes, além do Sol, Céu e Lua. Neste projeto, Diogo tem como convidados Zeca Pagodinho, o grupo Fundo de Quintal e partideiros da nova geração do samba carioca, além de ser acompanhado por uma big band de 15 instrumentistas. O registro audiovisual foi feito em um único dia, entre o início da tarde e à noite, com direção musical do brasiliense Rafael dos Anjos e de Alexandre Cardoso; direção de imagens de Breno Murtinho; e cenografia de Zé Carratu.

“Eu tenho uma relação enorme com o mar, desde pequeno, quando aprendi a surfar no Recreio dos Bandeirantes. Recentemente, tive um sonho de verão, de gravar um projeto no mar, com um visual fantástico. E foi assim que tudo aconteceu, uma ideia transformada em realidade, com o Rio como cenário. Espero que Samba de verão emocione a todos, como tem me emocionado. Mais um sonho realizado e só tenho que agradecer”, disse Diogo ao Correio.

Na abertura de Sol ouve-se o contagiante pot-pourri que inclui Divino e natural (Adriano Ribeiro, Saulinho e Marquinho PQD), Hoje tem samba (Sombrinha, Arlindo Cruz e Maurição) e Bom ambiente (Jiro e Luis Carlos do Cavaco), importantes sambas das décadas de 1980 e 1990. Na sequência, tem a inédita Ouro de Mina (Claudemir, Rafael Delgado, Rodrigo Leite e Cauique). Um momento emocionante é a recriação de Diogo para o clássico Andanças (Danilo Caymmi, Eduardo Souto Neto e Paulinho Tapajós), que lançou Beth Carvalho na cena da música brasileira. Nessa faixa há a participação especialíssima do Fundo de Quintal, que ainda contava com o mestre Ubirany — falecido recentemente — e seu repique de mão.

Com Rodrigo Leite, Cauique, Márcio Alexandre e Marcelinho Moreira, Diogo Nogueira compôs Bota pra tocar Tim Maia, escolhida como primeiro single. No final do DVD vem a também inédita Fera destemida (Inácio Rios e Ricardo Ramos); e o medley Verdadeira chama (André Rocha e Flávio Cardoso), Nos pagodes de vida (Roberto Simão e Guilherme Nascimento) e Sorriso aberto (Guará), gravado originalmente por Jovelina Pérola Negra.

“Diogo Nogueira pousou seu palco sobre as águas da Baía de Guanabara e lá desenha um dia luminoso de música e poesia. Ah! Meu irmão Diogo, como a gente estava precisando disso. Precisou mesmo você para levantar nossas vistas do azul do mar para o azul do céu, para a silhueta rasgada de mulher das montanhas cariocas”, escreveu Pedro Bial no texto de apresentação de Samba de verão.

Sol

 (crédito: Diogo Nogueira/Reprodução)
crédito: Diogo Nogueira/Reprodução

DVD de Diogo Nogueira, disponível nas plataformas digitais.

 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE