Celebridade

Billie Eilish pede ordem de restrição contra homem que a ameaçou por cartas

Segundo a cantora, o homem, que está acampado em frente à rua onde ela mora, manda tem feito ameaças de morte por meio de cartas e bilhetes

Correio Braziliense
postado em 19/02/2021 13:48 / atualizado em 19/02/2021 13:50
 (crédito: AFP PHOTO / DEMOCRATIC NATIONAL CONVENTION )
(crédito: AFP PHOTO / DEMOCRATIC NATIONAL CONVENTION )

A cantora Billie Eilish entrou com um pedido de ordem de restrição contra um homem, que, segundo ela, a está assediando. A artista diz que John Hearle a está perseguindo e ameaçando de morte por meio de cartas e bilhetes deixados em frente à casa dela em Los Angeles, onde ele está acampado. A informação foi divulgada pelo site TMZ.

Billie Eilish alega que, desde o verão, Hearle tem mandado cartas assustadoras e que sempre aparece quando ela está saindo ou entrando em casa, falando com a cantora e fazendo gestos ameaçadores, como o movimento de cortar a garganta.

De acordo com os documentos obtidos pelo site TMZ, dentre as ameaças do suspeito há um bilhete com os dizeres: “Você não pode conseguir o que deseja, a menos que o que deseja seja morrer por mim... Você saberá que logo a água vai subir, e você pode muito bem morrer... Você vai morrer”.

A artista diz que a situação tem a deixado muito ansiosa e temerosa pela segurança dela e da família. Segundo o site, a polícia de Los Angeles está investigando o caso e nenhuma prisão foi feita. Billie pede ao juiz que determine que John Hearle fique, ao menos, 180 metros de distância dela e dos pais.

Billie Eilish: The world’s a little blurry

O primeiro documentário sobre a vida e a carreira de Billie Eilish, intitulado The world’s a little blurry, estreia na próxima sexta-feira (26/2) nos cinemas e na Apple TV+. A cantora faria a primeira passagem pelo Brasil em 2020, com shows em São Paulo e no Rio de Janeiro, entretanto a vinda foi cancelada em razão da pandemia do novo coronavírus.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE