Audiovisual

Nos aniversário de 80 anos, Capinan anuncia documentário de memórias

Intitulado 'O silêncio que canta por liberdade', o conteúdo será uma série em oito episódios com direção de Úrsula Corona e idealização de Omar Marzagão. A previsão de lançamento é para o segundo semestre de 2021

Correio Braziliense
postado em 19/02/2021 14:47 / atualizado em 19/02/2021 14:50
 (crédito: Victor Carvalho/Divulgação)
(crédito: Victor Carvalho/Divulgação)

Autor de letras como Viramundo, Acalanto, Clarisse e O acaso não tem pressa, José Carlos Capinan completa nesta sexta-feira (19/2) 80 anos. Ele ficou conhecido no mundo cultural, principalmente, pelo trabalho com artistas da Tropicália, tanto na composição de músicas de sucesso, como de espetáculos musicais.

Como forma de celebrar o aniversário, Capinan anunciou que compartilhará as memórias do período de criação artística durante a ditadura militar no Brasil na série documental O silêncio que canta por liberdade.

O conteúdo será composto por oito episódios sob direção de Úrsula Corona e idealização de Omar Marzagão. A previsão de lançamento é para o segundo semestre de 2021. O formato de estreia ainda não foi divulgado.

O seriado conta com depoimento de Capinan, que foi colhido no Museu Nacional da Cultura Afro-Brasileira, em Salvador, espaço coordenado por ele mesmo e considerado o único no país dedicado exclusivamente à valorização da memória Afro-Diaspórica. O documentário tem ainda entrevistas de nomes como Gilberto Gil e Gal Costa.

O silêncio que canta por liberdade é uma obra original da Sete Artes Produções coproduzida com Luni Produções, SUPER 8 e Círculo Filmes.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE