Festival

Festival Luz, Câmera e Close de Música de Cinema é adiado pra 28/4

Evento dedicado às trilhas sonoras no audiovisual será gratuito e on-line e, este ano, fará uma homenagem ao compositor Ennio Morricone

Correio Braziliense
postado em 08/04/2021 12:15 / atualizado em 11/04/2021 16:38
 (crédito: Rafael Marchante/Reuters - 15/5/09)
(crédito: Rafael Marchante/Reuters - 15/5/09)

O Festival Luz, Câmera e Close de Música de Cinema (FLCCMC) foi idealizado para destacar a importância das trilhas sonoras dentro do cinema. O evento, que é inédito, ocorrerá entre os dias 28 e 30 de abril, com exibição no canal do YouTube do Festival.

As atrações do encontro incluem shows, workshops interativos, painéis, talks, performances e prometem apresentar o processo criativo dos compositores aos espectadores, que poderão esclarecer dúvidas sobre como as trilhas sonoras são feitas e compreender um pouco mais sobre esse universo.

O festival conta com a curadoria e direção musical do compositor e pianista Tony Berchmans e a idealização do produtor Paulo Bastos. Entre os convidados estão: André Abujamra, Antônio Pinto, Ricardo Herz e Ciça Lucchesi.

Além disso, o evento prestará homenagem ao compositor Ennio Morricone, falecido ano passado, aos 91 anos. Morricone foi responsável por mais de 500 trilhas sonoras de cinema. Com destaque para as trilhas dos filmes de faroeste do cineasta Sergio Leone, Por um punhado de dólares (1964) e Era uma vez no oeste (1968).

“Ennio Morricone é um gênio, que revolucionou a trilha sonora de cinema, e sempre foi um inovador. Ele compôs diversas obras-primas que são inesquecíveis, como Cinema paradiso. É impossível falar de música de cinema e não citar Morricone como uma referência”, ressalta Tony Berchmans em material de divulgação. 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE