POLÊMICA

Carla Díaz é surpreendida por inquérito em que é vítima de preconceito racial

A atriz, que é da raça branca, afirmou ainda que racismo reverso não existe

Correio Braziliense
postado em 08/04/2021 18:41
 (crédito: Reoprodução/Twitter )
(crédito: Reoprodução/Twitter )

Na tarde desta quinta-feira (8/4), a atriz e ex-BBB Carla Díaz foi a público, em seu perfil oficial no Twitter, para expor uma situação em que foi recentemente surpreendida. Segunda ela, um policial da Delegacia de Crimes Raciais bateu a sua porta e a informou que ela terá que prestar esclarecimentos referente a um inquérito instaurado, em que ela foi colocada como vítima de preconceito racial por um terceiro.

Díaz diz não ter maiores informações, mas que seu advogado já está tratando do assunto e, quando ela souber mais, falará a seus seguidores. A atriz, que é da raça branca, afirmou ainda que racismo reverso não existe. Veja:

"Bom, hoje eu vim falar de uma coisa muito chata, mas que eu queria que vocês soubessem por mim, já que agora eu tenho mais essa proximidade com vocês eu quero que vocês saibam as coisas por mim. Justamente também para não ter fake news, distorção, enfim. Essa semana eu fui surpreendida por um policial da Decrade, Delegacia de Crimes Raciais (sim, bateram na minha porta). Eu levei um susto, óbvio, até porque alguém pediu pra delegacia instaurar um inquérito e eu vou ter que prestar esclarecimentos sobre um procedimento de preconceito racial. Sim, como se eu tivesse sido vítima. Bom, quero dizer que eu acho isso tudo um absurdo, tá? Não tenha mais detalhes, o meu advogado já tá vendo isso. Então, assim que eu tiver mais informações eu aviso vocês. Mas eu acho importante afirmar aqui que racismo reverso não existe. Gente, por favor, vamos ler, vamos nos informar, a internet tá aqui pra isso. O programa [BBB21] debateu racismo a semana toda. Eu tô muito chateada com essa situação ainda mais porque tudo isso começou quando eu ainda estava na casa, usaram meu nome sem meu conhecimento pra me colocar nessa situação," afirmou a atriz no vídeo.

 


Nos comentários, os usuários da rede social apoiaram a atriz e tentaram descobrir quando isso teria acontecido dentro da Casa do BBB. Os seguidores também debateram o tema polêmico ao afirmar que ela não é vítima de racismo, mas de preconceito racial, que são termos distintos; e que a Lei que define os crimes resultantes de preconceito de raça ou de cor não especifica a cor, abrangendo assim também brancos. Leia:

 





Thammy já defendeu tese de racismo contra Diáz 

Os seguidores ainda especularam se o vereador Thammy Miranda poderia ser o autor da denúncia, já que em fevereiro Thammy disse que processaria a psicóloga Lumena pelas ofensas que ela teria feito a Carla Diaz no reality.

Nos Stories do Instagram, o vereador disse: “Estou aqui vendo as coisas daquela imbecil da Lumena e aí eu estava aqui pensando: racismo é racismo. A atitude que ela está tomando com a Carla Diaz é de racismo. Ela falou ‘essa branquitude de merda’, se fosse a Carla Diaz falando ‘essa negritude de merda’, a Carla saía da casa presa do Big Brother”. Não há porém nenhuma confirmação se Thammy teria algo relacionado com o caso. 

 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE