LITERATURA

Jornalista e escritora, Clara Arreguy lança livro infantil

História de 'Família comedeira' repassa tom leve e surreal de contação ouvida do pai, dono de alegria pulsante

» Prisley Zuse*
postado em 22/05/2021 06:00
Clara Arreguy: histórias que o pai falava para os nove irmãos -  (crédito: Arquivo pessoal)
Clara Arreguy: histórias que o pai falava para os nove irmãos - (crédito: Arquivo pessoal)

A jornalista e escritora Clara Arreguy lança, hoje, seu mais novo livro infantil, Família comedeira. Inspirada pela história que o pai contava quando era criança, a autora escreve de forma divertida uma “ficção sem pé nem cabeça”, segundo Clara.

“Meu pai, já falecido, era muito brincalhão e inventava muitas histórias para divertir a gente. Eu cresci ouvindo essa história e quis passar essa brincadeira e alegria dele para frente. Nós somos nove irmãos e, por isso, temos nove filhos na família comedeira. Eu brinco dizendo que a história é a vacina contra o mau humor, mesmo sendo infantil, é para qualquer um rir”, complementou.

A ficção é sobre nove filhos órfãos que tinham a mania de comer algo específico e, às vezes, peculiar como: zinco, gilete ou urucum. O livro de 24 páginas é da Editora Outubro Edições e conta com ilustração de André Cerino, artista plástico e ilustrador de livros infantis. “O André captou muito bem esse lado fantasioso e surreal da história. Ficaram muito bons os personagens e esse outro mundo imaginário que ele criou.”

Apesar de rimas e piadas, André pensou em uma ilustração para o livro que englobasse assuntos importantes de uma forma leve, como a morte e o desperdício de alimentos. “O livro infantil tem uma força muito grande e vai além de uma história apenas para crianças, é pensado para adultos também. Por mais que a história seja divertida e engraçada para o público jovem, é legal que o adulto tenha essa percepção para passar a moral, que é importante para a formação do ser humano.”

Com personagens caricaturados e muita cor, o ilustrador comenta que “a partir do momento em que uma criança pega um livro e sorri, ela já está conectada com a história de alguma forma, o sorriso abre portas, e o humor é uma forma de você levar alguma coisa com leveza; transforma algo sério em algo divertido.”

Hoje, Clara estará no Espaço Infinu, na 506 Sul, das 10h às 13h, para venda de exemplares e sessão de autógrafos. Amanhã, estará na Padoca da Esquina, na 110 Norte, das 9h às 12h, para fazer uma contação de história também. As medidas de segurança contra a covid-19, como uso de máscara e distanciamento social, serão tomadas para a segurança de todos.

*Estagiária sob a supervisão de José Carlos Vieira

 

Família comedeira

De Clara Arreguy. O livro pode ser adquirido pelo site da editora Outubro Edições, além de estar disponível em três lugares presenciais em dias específicos, pela loja Salada de Letras, Histórias Orgânicas: terças, das 8h às 11h, na feirinha da 110 Norte; sábados, das 10h às 15h, no espaço Infinu,
na 506 Sul; e domingos, das 8h30 às
11h30, na Padoca da Esquina,
na 110 Norte. Preço R$ 40.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE