Premiação

Marco Bellocchio receberá prêmio pelo conjunto da obra, em Cannes

Diretor de filmes politizado e com teor erótico, Bellocchio exibirá no evento de julho, o mais recente filme, 'Marx can wait'

Ricardo Daehn
postado em 22/06/2021 11:29
Marco Bellocchio será premiado em Cannes, festival em que já competiu por sete vezes -  (crédito: Loic Venance/ Divulgação)
Marco Bellocchio será premiado em Cannes, festival em que já competiu por sete vezes - (crédito: Loic Venance/ Divulgação)

Atuante desde 1965, quando lançou o longa De punhos cerrados, o diretor italiano Marco Bellocchio, aos 81 anos, terá dupla presença na 74ª edição Festival de Cannes. Além de apresentar, em 16 de julho, o novo longa, no segmento première, ele receberá, no dia 17, uma Palma de Ouro Honorária, dada pelo conjunto da obra de um cinema extremamente politizado. Ao lado de Jodie Foster, também celebrada em Cannes em 2021, Bellocchio apresentará o documentário Marx can wait, que trata da tragédia pessoal do irmão gêmeo dele, autor de suicídio aos 29 anos.

Bellocchio, em Cannes, já teve sete participações em caráter competitivo. Em 1980, o filme dele Salto nel vuoto consagrou o casal de atores Anouk Aimée e Michel Piccoli, com prêmios de interpretação. Na participação mais recente no evento, em 2019, exibiu O traidor, com a brasileira Maria Fernanda Cândido, um título que foi mostrado na abertura da edição do Festival de Brasília do Cinema Brasileiro.

Equiparado a gênios do cinema como Agnès Varda, Bernardo Betolucci e Manoel de Oliveira, na percepção da comissão de seleção do Festival de Cannes, o italiano, que já venceu um Leão de Ouro Especial (em Veneza), é autor de clássicos como Bom dia, noite; A bela que dorme; Vincere e O diabo no corpo.


Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE