Perfil

Astro Romulo Estrela aposta em erotismo e responsabilidade, na tevê

À frente de múltiplos projetos, o ator Romulo Estrela terá, em breve, brilho, em 'Verdades secretas 2'. Junto com o papel repleto de erotismo, ele propõe a visão de homem moderno

Ricardo Daehn
postado em 01/08/2021 08:09
Romulo Estrela, junto com as gravações de 'Verdades secretas 2', pretende se multiplicar em obras paralelas -  (crédito: Jeff Segenreich/ Divulgação)
Romulo Estrela, junto com as gravações de 'Verdades secretas 2', pretende se multiplicar em obras paralelas - (crédito: Jeff Segenreich/ Divulgação)

Aos 37 anos, o ator maranhense Romulo Estrela, com 20 anos no Rio de Janeiro, acredita que vive uma das melhores fases profissionais e que nunca esteve tão bem pessoalmente. “Quanto mais eu me sentir no lugar múltiplo, melhor para mim e mais motivado fico. Trabalhei muito nos últimos sete anos e, quando chegaram as férias, veio a pandemia — tivemos de nos encontrar”, diz Romulo que, nos próximos meses, não terá apenas a visibilidade com um personagem na trama de Verdades secretas 2, mas protagonizará outras frentes do entretenimento.

“A gente rala que nem operário na dramaturgia. Daí é que está a beleza do trabalho. Com produtores e escritores em casa, criamos vários projetos. A gente não pode mais desconectar as mídias do audiovisual. Perdemos a comunidade da televisão para a internet”, diz o artista que, para além da novela e de séries digitais, ainda estará, em breve, nos cinemas. Entre os trabalhos mais recentes ou conhecidos do intérprete estão Bom sucesso, Deus salve o rei e Ilha de ferro.

Com Verdades secretas 2, o pano de fundo de prostituição entre modelos obrigou Estrela a buscar uma forma física condizente com a erotização do homem pela ficção e publicidade. Com 1,84m e 82 quilos, ele conta: “Busquei o corpo mais atlético. Estou definido e mais magro. Temos de nos livrar de muitos paradigmas que cercaram a masculinidade. Coisas como ‘homem não pode cuidar da pele’, ‘não pode passar um finalizador no cabelo’. Há quem fuja de exames médicos voltados à saúde. São imposições que se tornaram pesadelos”.

Na sequência da novela de Walcyr Carrasco, Romulo Estrela viverá Cristiano, policial civil afastado que desponta como detetive e integrará a agência de modelos da trama. O agente ajuda no desvendar da morte do pai de Giovanna (Agatha Moreira).

Refugando o posto de galã “sempre com o corpo sarado”, buscou em O amante de Julia (filme de Vinícius Coimbra que adapta a D.H. Lawrence) personagem fora da zona de conforto. “Interpreto um cara rico que sofre um acidente na lua de mel e se distancia da mulher, e ela acaba se envolvendo com um jardineiro. Trata de relação e dos abusos nela”, adianta. Gravado em 22 dias, ao lado de Marcelo Serrado, Bianca Bin e Sérgio Guizé, o longa, como demarca, “foi um bálsamo no meio da pandemia”.

Várias frentes

Com a primeira dose da vacina contra a covid-19 em dia e esperando ver a população imunizada para se sentir, minimamente, seguro, o ator grava Verdades secretas 2 no meio de transições que colocam como complementares a tevê aberta e o streaming. Em modelos multiplataformas Romulo antecipa que será codiretor de uma trama da história de amor entre um advogado e uma escritora. “É sobre um casal com algo relacionado a poder. Vemos quais os limites para que não vire um abuso”, explica.

Com “zero romantização” sobre o tema, ele ainda integra um projeto sobre masculinidade tóxica. “Toda vez que falo sobre isso, eu me conscientizo mais. A discussão dos pormenores do que é o masculino desmistifica muitas questões”, ressalta. Atento ao pendor de aderir a projetos que, “de alguma maneira toquem outras pessoas”, Romulo Estrela fala, ainda, do envolvimento com seu programa que dará voz para crianças que, “daqui a pouco, se tornarão vozes ativas”.

Tão breve possível, Romulo apresentará projeto que ressalta o lugar de pai do Theo, de 5 anos. “Tenho vivido, diariamente, com essa figurinha que revela pensamentos e desenvolve ideias. Agradeço todo dia a Deus pelo moleque que ensina para a gente muita coisa”, explica, ao falar da proposta de expor o entendimento das crianças para que esbanjem os impulsos. “Sem cercear, a gente quer apresentar, no programa, a criatividade delas; será mostrar o ponto de vista das crianças e como elas enxergam o futuro, dentro dos universos que dominam”, conclui.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE