Fotografia

Sebastião Salgado é premiado na 32ª edição do ‘Nobel das Artes’

Fotógrafo brasileiro Sebastião Salgado foi o vencedor da categoria ‘pintura’ no 32° Praemium Imperiale, premiação conhecida como "Nobel das Artes"

Correio Braziliense
postado em 14/09/2021 14:31
 (crédito: JOEL SAGET)
(crédito: JOEL SAGET)

O fotógrafo brasileiro Sebastião Salgado foi anunciado, nesta terça-feira (14/9), como um dos vencedores do 32° Praemium Imperiale, premiação considerada o Nobel das Artes. Salgado foi o ganhador da categoria ‘pintura’ pelas imagens que retratam com grande senso estético o estado dos mais pobres e a degradação do meio ambiente. O anúncio foi feito em Berlim por Klaus-Dieter Lehmann, ex-presidente do Instituto Goethe e conselheiro da Associação Japonesa de Arte.

Amazônia é o nome do mais recente projeto do fotógrafo, que consiste em uma série de registors do ecossistema amazônico e da vida dos povos indígenas durante sete anos. O trabalho é resultado de cerca de 50 expedições para a floresta. Atualmente, mais de 200 fotografias que fazem parte do projeto estão sendo exibidas na Filarmônica de Paris.

Desde 1989, o Praemium Imperiale é concedido anualmente pela Associação Japonesa de Arte. A cerimônia, que é tradicionalmente realizada em Tóquio, ocorreu virtualmente neste ano devido à pandemia da covid-19. O evento premia cinco categorias: pintura, escultura, música, arquitetura, cinema e teatro, todas áreas das artes que não são contempladas pelo Prêmio Nobel.

 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE