Literatura

Audiobook investiga a trajetória de travestis icônicas do centro de São Paulo

''Rainhas da noite' recupera a história de três travestis que comandavam a prostituição no centro de São Paulo nos anos 1970

Nahima Maciel
postado em 30/09/2021 17:22 / atualizado em 30/09/2021 17:23
 (crédito: lara Dias/Divulgação)
(crédito: lara Dias/Divulgação)

A partir de uma pesquisa que teve início durante a pandemia de covid-19, o jornalista e escritor Chico Felitti realizou um mapeamento de como vivia a comunidade LGBTQIA+ do centro de São Paulo entre 1970 e 2000. O resultado está no audiobook Rainhas da noite, lançado pela Storytel nesta quarta-feira (29/9).

Felitti foi atrás das histórias de Jacqueline Blábláblá, Andrea de Mayo e Cris Negão, travestis conhecidas como "rainhas da noite" e responsáveis por comandar a prostituição no centro de São Paulo nos anos 1970. O jornalista entrevistou mais de 100 pessoas para contar a história oral das travestis. Preocupado em resgatar narrativas que ficaram de fora dos registros oficiais, Felitti saiu em busca das próprias personagens, mas também de pessoas que conviveram com elas ao longo das décadas.

A lembrança dos que conheceram as “rainhas da noite” ajuda a recuperar o que o autor chama de violência arquival, espécie de apagamento que confinou a história dessas pessoas a registros policiais como inquéritos e boletins de ocorrência, notícias de assassinatos, assédios e prisões.

Felitti lembra que a maior parte da história dessas travestis não está em arquivos oficiais e sim na lembrança dos que as conheceram. Rainhas da noite traz um verdadeiro trabalho investigativo sobre um meio que ficou conhecido pela criminalidade, mas que também emergia de um universo humano e povoado por figuras espalhafatosas e brilhantes.

É um mundo que, segundo o autor, foi substituído pelo do tráfico de crack. Dividido em sete capítulos, o livro é narrado pela atriz travesti Renata Carvalho. Chico Felitti é autor de Ricardo e Vânia e de A Casa: A História da Seita de João de Deus. Este mês, ele lança pela Todavia a biografia Elke: Mulher Maravilha.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE