Alegria das crianças

Mesmo após quase 40 anos, a dupla de palhaços Patati Patatá ainda se mostra relevante quando o assunto é entretenimento infantil. No YouTube, estão entre os 11 artistas brasileiros mais vistos na história da plataforma

Naum Giló*
postado em 11/10/2021 20:05
 (crédito: Reprodução/Internet)
(crédito: Reprodução/Internet)

São 36 anos de carreira de sucesso com a criançada de diferentes gerações. Hoje, em tempos de pandemia na era digital, Patati Patatá também viraram fenômenos da internet. A dupla figura no 11° lugar para artista brasileiro mais visto na história do YouTube, entre todos os segmentos, acumulando quase 8 milhões de inscritos no canal, mais de 90 milhões de views mensais. Os perfis oficiais dos palhaços no Instagram, Facebook e Twitter também viram o número de seguidores crescer exponencialmente. No Tik Tok, eles têm mais de 470 mil seguidores.

Interagindo por meio de músicas que valorizam a amizade, a dupla entra no universo lúdico das clássicas brincadeiras infantis. São 18 CDs lançados, conquistando diversos discos de diamante com 300 mil cópias vendidas, 9 DVDs e se mantêm firmes nas plataformas de música streaming.

Com o Projeto Escola, Patati Patatá alcançou cerca de 12 mil crianças diariamente em diversas instituições de ensino, sempre convidando o público para sorrir e brincar. Agora, eles estão lançando um Sistema de Ensino, o qual eles consideram “uma forma de retorno e também de retribuir todo amor e carinho que sempre recebemos de todas as escolas”.

Ao Correio, a dupla falou dos desafios de conseguir se comunicar com crianças de gerações tão diferentes e das adaptações que tiveram que passar durante a pandemia, quando tiveram que se afastar do contato direto com a criançada. Também falou do engajamento em causas ambientais e sociais, que eles trazem para o trabalho junto ao público infantil. Eles se uniram A WWF-Brasil, ONG que atua em defesa do meio ambiente, e à WFP, uma agência da ONU para o combate à fome no Brasil e no mundo.

 

São quase 40 anos produzindo entretenimento para o público infantil com muito sucesso. Qual é o segredo para conquistar esse público? O que não pode faltar em produções voltadas para crianças?
O segredo é que fazemos tudo com amor e muita honestidade. Mesmo diante da evolução da tecnologia, a essência da criança é a mesma: ela quer alegria, diversão, dar risadas. Então sempre teremos o nosso trabalho nesta direção, e sempre conduzidos pelos princípios de valor da família e do amor a Deus.


Como foi o processo de adaptação ao período de pandemia, sem poder entrar em contato direto com a criançada?
Para todas as pessoas esse cenário foi muito triste. Mas nos adaptamos também, com toda segurança. Tanto por meio de shows drive-in, com um grande destaque para o realizado no Allianz Parque, em São Paulo, quanto nas nossas redes sociais, com lives, e embarcamos na onda do TikTok, que tem sido um grande sucesso.


Nas últimas décadas, houve uma diminuição da quantidade de conteúdo voltado para o público infantil na tevê aberta. Na opinião de vocês, ao que se deve isso?
Acreditamos que os serviços de streaming colaboraram para esta diminuição, mas por outro lado, também deram a oportunidade de estarmos presentes em mais canais. Aliás, nós estamos atualmente na Rede Mais Família, uma emissora de tevê aberta com alcance nacional, e que pertence ao mesmo grupo o qual integramos, a Rinaldi Produções.


Com a era digital, o que precisou ser modificado na produção de conteúdo para crianças de hoje? Imagino que deve ser bem diferente do que era feito nos anos 1980, por exemplo…
Acreditamos que o principal foi conseguir conversar com todas as gerações nestes quase 40 anos de história do Patati Patatá. A comunicação com as crianças mudou, passou por várias fases, e também criou mais respeito com o que dizer e como se comunicar com o público infantil.


Como está a situação do O Patati Patatá Circo Show em tempos de pandemia? Quais as adaptações?
Sempre nossa prioridade é oferecer o máximo de segurança e bem-estar para nosso público, por isso a reabertura foi feita respeitando todos os protocolos de segurança e com o limite de público permitido. Temos totens de álcool gel que ficam à disposição de todos, mantemos o distanciamento, toda nossa equipe de atendimento está sempre atenta a higienização constante dos ambientes e para evitar a aglomeração, temos a disposição um serviço muito legal que permite através de um aplicativo comprar alimentos, bebidas e produtos de nossa loja que são entregues diretamente no assento em que a pessoa está. Além realizarmos testes em nosso elenco, artistas e equipe.


Vocês se uniram à WWF e à WPF em prol de causas sociais urgentes do nosso tempo. Como trazer essas mensagens para o público de vocês?
É muito importante que as crianças tenham cada vez mais conhecimento do que acontece com o nosso planeta e com a sociedade, e que elas cultivem a empatia, a compaixão e a solidariedade, mostrando diferentes situações sociais. É uma honra promover a conscientização por meio da informação com alegria e amor.


Falem sobre esse Sistema de Ensino que vocês estão lançando. Vocês pretendem voltar presencialmente para as escolas?
Voltar presencialmente sempre foi um grande sonho, pois temos um carinho e uma gratidão enormes pelas escolas que sempre nos receberam de braços abertos. Com o Sistema de Ensino Patati Patatá, que foi construído com muito cuidado e amor, podemos levar as crianças que estão nos primeiros anos do aprendizado escolar, uma educação de qualidade e com a alegria do Patati Patatá. Então, lançar este sistema de ensino é uma forma de retorno e também de retribuir todo amor e carinho que sempre recebemos de todas as escolas.

Estagiário sob a supervisão de Severino Francisco

Programe-se

 (crédito: Janine Moraes/Esp. CB/D.A Press - 16/2/10)
crédito: Janine Moraes/Esp. CB/D.A Press - 16/2/10


Festa no CCBB
• O Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB) Brasília preparou uma programação especial para toda a família curtir o Dia das Crianças. Hoje, o espaço vai contar com opções de entretenimento e atrações culturais para as crianças, como pista de skate, oficina de customização de roupas, calçados, mochilas e muito mais, exposições, aulas de dança, espetáculo musical, cinema e teatro infantil. Todas as atividades são gratuitas. Confira a programação completa no www.bb.com.br/cultura. Mais informações: (61) 3108-7600.


Ação social
• A Administração Regional do Plano Piloto preparou um dia especial para a criançada. Durante todo o dia haverá programação da ação social “Pinte e Brinque”, no Deck Sul. Na programação, que começa às 9h. O evento é gratuito.


Patinação no gelo
• Uma ótima opção para gastar a energia da criançada é o circuito de arvorismo e escalada do Park Shopping. A atração, para crianças a partir de 4 anos, conta com percursos aéreos, escadaria caracol e escorrega. O circuito fica na praça central do ParkShopping e fica até dia 28 de outubro, de segunda a sexta-feira das 13h às 21h30, aos sábados das 10h às 21h30, e aos domingos e feriados das 14h às 19h30. Os tíquetes serão vendidos no site www.loja.climbmania.com.br.


Corrida Sejuquinha
• A corrida Sejuquinha é uma ótima opção destinada à criançada de 3 a 12 anos. Promovida pela Secretaria de Estado Justiça e Cidadania (Sejus), a 1ª Corrida Sejuquinha e Amigos, será realizada, hoje, na pista de atletismo do CBMDF (Setor Policial Sul), dia 12 de outubro, a partir das 8h. Inscrições e mais informações pelo site: corrida.sejus.df.gov.br.


Perto da Torre de TV
O maior parque inflável do Brasil promete levar as crianças à loucura. O Jump Torre 360, projetado para levar lazer a toda a família, tem brinquedos que chegam a quase 10 metros de altura. São escorregadores gigantes, tobogãs, muros de escalada e outros instalados na área próxima à Fonte Luminosa da Torre de TV. A atração vai até 7 de novembro e funciona de terça a sexta, das 17h às 21h, e aos finais de semana e feriados, das 9h às 21h. Para mais informações e ingressos na bilheteria ou pelo site furandoafila.com.br.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE