Estreias

Nem só terror: além de 'Halloween', circuito de cinema tem novidades

Com o circuito de cinema dominado por 'Halloween', quem não curte terror tem outras opções de entretenimento

Ricardo Daehn
postado em 14/10/2021 11:48 / atualizado em 14/10/2021 11:51
Dirigido por Caroline Fioratte, longa 'Amarração do amor' trata de sincretismo -  (crédito: Downtown Filmes/ Divulgação)
Dirigido por Caroline Fioratte, longa 'Amarração do amor' trata de sincretismo - (crédito: Downtown Filmes/ Divulgação)

Com a promessa de um fim, apontado para o ano de 2022, quando estreará Halloween ends, a saga do serial killer Michael Myers tem um novo capítulo incorporado, a partir de hoje, com a estreia de Halloween kills. O blockbuster estrelado por Jamie Lee Curtis, na última incursão pelas telas, faturou US$ 256 milhões nas bilheterias. Quem não gosta de ter medo no escurinho do cinema, pode recorrer à série de outras estreias integradas à programação na telona.

Corroteirista de A comédia divina, Caroline Fioratti comanda a dupla Cacau Protásio e Ary França, no novo filme que assina: Amarração do amor. Enquanto Cacau defende a personagem Regina, uma mãe de santo dedicada integralmente ao terreiro; Ary França dá vida a Samuel, um dedicado pai de origem judaica, em algo descontente do relacionamento da filha Bebel (Samya Pascotto) com Lucas (Bruno Suzano), o filho de Regina. A comédia criada por Caroline Fioratti examina exatamente a capacidade de aceitação da felicidade dos filhos de Samuel e Regina.

"Sob as escadas de Paris': drama com criança
"Sob as escadas de Paris': drama com criança (foto: A2/ Divulgação)

Buscando a felicidade de um filho (do qual nem é parente), Christine é a protagonista de Sob as escadas de Paris, outra estreia nos cinemas. O drama comandado por Claus Drexel é estrelado pelo menino Mahamadou Yaffa. Suli (o personagem dele) é abalado não apenas pela incompreensão num país estrangeiro, mas vê tudo agravado pelo distanciamento ocasional dos pais. No papel da amargurada Christine, Catherine Frot (vista no sucesso Marguerite), pode representar o alicerce necessário ao menino de oito anos.

Crianças também viram o foco central de Fátima — A história de um milagre, assinado por Marco Pontecorvo. Ainda que o longa conte com astros da estatura de Harvey Keitel (A última tentação de Cristo) e Sônia Braga, é no elenco mirim que estão depositadas as maiores ações. Apoiado em relatos da Irmã Lúcia, o filme examina a complexidade no cotidiano de Fátima (Portugal), localidade em que jovens pastores afirmam ter testemunhado uma aparição de Nossa Senhora do Rosário. Tudo se passa sob as incertezas advindas com a eclosão da Primeira Guerra Mundial.

O último duelo: Ridley Scott aposta em contexto histórico
O último duelo: Ridley Scott aposta em contexto histórico (foto: Disney/ Divulgação)


Campo histórico

Com conceitos sociais predominantes no século 14, que legitimavam a defesa da honra, um drama de tribunal está proposto no mais recente filme assinado por Ridley Scott, diretor destacado por indicações ao Oscar em fitas como Thelma & Louise e Gladiador. O último duelo, o novo filme, tem roteiro assinado por Nicole Holofcener em parceria com os amigos Matt Damon e Ben Affleck.

Numa atmosfera distanciada da modernidade vista em Blade Runner — O caçador de androides, outro título assinado por Ridley Scott, O último duelo tem por base um romance de Eric Jager, com pano de fundo da Guerra dos Cem Anos. Na trama, a nobre Marguerite (Jodie Comer), esposa do cavaleiro Jean de Carrouges (Matt Damon) traz ao primeiro plano a acusação de que Jacques Le Gris (Adam Driver), um escudeiro de origem humilde, a teria estuprado.

Pessoa de confiança do influente conde Pierre d´Alençon (Ben Affleck), e dotado de nova posição na hierarquia social, Le Gris atende ao chamado de um duelo mortal, a fim de reafirmar a verdade que defende. No meio das disputas pessoais, o longa-metragem expõe o aparar de arestas da justiça predominante na época e ainda o perpetuar da devoção a uma divindade suprema.

  • "Sob as escadas de Paris': drama com criança Foto: A2/ Divulgação
  • O último duelo: Ridley Scott aposta em contexto histórico
    O último duelo: Ridley Scott aposta em contexto histórico Foto: Disney/ Divulgação

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE