Mostra

Mostra de Filmes Contemporâneos Húngaros chega à capital, no CCBB

Brasília será a primeira capital a receber a programação com mostra de filmes húngaros exibidos em caráter gratuito. País tem tradição na engenharia de produção de títulos mundiais

Correio Braziliense
postado em 14/10/2021 16:32
O filme 'Aurora Borealis' é criação da renomada diretora Márta Mészáros -  (crédito: Nordic Productions/ Divulgação)
O filme 'Aurora Borealis' é criação da renomada diretora Márta Mészáros - (crédito: Nordic Productions/ Divulgação)

Com ingressos gratuitos, e antes de seguir para São Paulo e Rio de Janeiro, a Mostra de Filmes Contemporâneos Húngaros será apresentada em Brasília, no CCBB, ente os dias 16 e 24 de outubro. O evento alia as celebrações do 65º aniversário da Revolução Húngara de 1956 ao ano da presidência húngara do Grupo Visegrád, integrado por quatro países da Europa Central: Eslováquia, Hungria, Polônia e República Tcheca.

Atuantes na fundação de Hollywood, os imigrantes húngaros demarcaram uma era nos Estados Unidos. Adolph Zukor, morto em 1976 fundou a Paramount Pictures, em 1917; enquanto William Fox (que viveu até 1952) foi fundador da Fox Film Company, em 1914. Outro diretor célebre foi Michael Curtiz, autor do clássico Casablanca (1942). Derivado de iniciativas dos anos de 1990, o Instituto Nacional de Cinema, afirmado internacionalmente, responde por sistema de financiamento e incentivos fiscais da produção audiovisual.

Uma seleção de filmes produzidos na última década norteou a curadoria do embaixador da Hungria no Brasil, Zoltán Szentgyörgyi. Cinco títulos foram escolhidos, e terão exibição aos sábados e domingos. Sexta (22/10), será exibido O bandido, dirigido por Antal Nimród que, com dados reais, reconta a vida de um atleta transformado em um contraventor empenhado em roubos a bancos.

A mostra começa, porém, no sábado anterior (16/10), com a projeção de Aqueles que ficaram, de Barnabás Tóth. A fita acompanha a união entre um médico e uma menina, ambos abalados pelo Holocausto, na Hungria da Segunda Guerra Mundial. A mostra inclui ainda Valan: vale dos anjos, de Béla Bagota, previsto para 23 de outubro, e que examina o desaparecimentos de jovens para uma rede de tráfico sexual.

Veja destaques:


1945, a ser mostrado em 17/10 (domingo), às 19h. De Ferenc Török.

O casamento de um aristocrata corre risco, dada a chegada de um grupo de judeus ortodoxos numa estação ferroviária que podem estar reunidos para vingar acontecimentos recentes.

Aurora Borealis, com projeção dia 24/10 (domingo), às 19h. De Márta Mészáros.

Uma advogada de sucesso descobre segredos de família que baratinam o perfeito curso da vida dela.


Mostra de Filmes Contemporâneos Húngaros

De 16 a 24 de outubro, às 19h, no Centro Cultural Banco do Brasil (fone: 3108-7600). Ingressos (gratuitos) disponibilizados no dia de cada sessão, a partir das 9h. Limitação de dois ingressos por CPF, por meio do site www.eventim.com.br.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE