investigação

Causa da morte de Marília Mendonça é exposta em laudo prévio do IML

Houve múltiplas lesões nos órgãos dos cinco passageiros, sendo um indicativo de que as mortes ocorreram instantaneamente

Rodrigo Bitencourt de Lyra - Especial para o Uai
postado em 14/11/2021 15:11
 (crédito: Corpo de Bombeiro/ Divulgacao)
(crédito: Corpo de Bombeiro/ Divulgacao)

Após a trágica morte de Marília Mendonça, ocorrida no início deste mês, se iniciou as investigações para descobrir a causa da morte das vítimas que se encontravam no voo. Segundo o jornal Extra, o laudo feito pelo Instituto Médico Legal (IML) sobre a causa da morte da artista está quase concluído.

O médico Pedro Coelho, responsável pelo caso, declarou que vai atestar politraumatismo dos órgãos vitais no documento que vai ser entregue às autoridades em até nove dias.

Ele também explicou que houve múltiplas lesões nos órgãos dos cinco passageiros, sendo um indicativo de que as mortes ocorreram instantaneamente após a queda do avião. Segundo o site G1, pode ser que o documento oficial saia em até 20 dias porque estão sendo feitas análises neurológicas e cardíacas no piloto e copiloto da aeronave.

"É preciso descartar ou confirmar, por exemplo, se o piloto ou o copiloto passaram mal durante o voo, se tiveram ou não um mal súbito. Todo tipo de detalhe precisa ser analisado" , destacou o médico. Pedro também afirmou que não encontrou qualquer indício de descarga elétrica, uma das hipóteses indicadas pela polícia para justificar a queda.  "Normalmente em casos de choque há queimaduras e não havia esse tipo de lesão" , completou.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE