Cinema negro

Mostra on-line Eu não Ando só destaca a produção do cinema negro

Evento é do CCVM, Centro Cultural Vale Maranhão, e revela a produção atual do cinema negro no país

Correio Braziliense
postado em 15/11/2021 12:30
Joel Zito Araújo dirigiu o longas As filhas do vento, um marco no cinema nacional em 2004 -  (crédito: Joel Zito Araújo/ Divulgação)
Joel Zito Araújo dirigiu o longas As filhas do vento, um marco no cinema nacional em 2004 - (crédito: Joel Zito Araújo/ Divulgação)

Com formatos virtual e presencial, a mostra Eu não ando só — Mostra Joel Zito Araújo e Convidados vem integrada à programação Diálogos sobre Educação, Arte e Cultura, atividade estimulada pelos núcleos educativos dos museus e centros culturais do Instituto Cultural Vale.

A mostra revela percursos que operam na transformação da imagem do negro no cinema, afirmando presenças e apontando perspectivas acerca do tema. As exibições são às sextas-feiras (em novembro), por meio do canal do Youtube do CCVM (www.youtube.com/centroculturalvalemaranhao).

Curador da mostra, o cineasta Joel Zito Araújo apresenta filmes da carreira, e traça painéis de artistas da relevância de Zózimo Bulbul, Gabriel Martins e Chica Santos. Questões de gênero, de raça, de sexualidade de diferentes gerações estão formuladas no conteúdo. No objetivo central, está a formação do pensamento crítico dos espectadores.

Confira a programação:


Dia 19 de novembro, Estamos todos aqui, de Chica Santos, e Raça, de Joel Zito Araújo.

Dia 26 de novembro, O início do fim e As filhas do vento, ambos de Joel Zito Araújo.


Mostra Eu não ando só — Mostra Joel Zito Araújo e convidados

Até 26 de novembro, às sextas-feiras, pelo Youtube do Centro Cultural Vale Maranhão
(www.youtube.com/centroculturalvalemaranhao)

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE