POLÊMICA

Regina Duarte pede Dia da Consciência Branca e web critica: 'Sem noção'

Ex-secretária especial de Cultura criticou o Dia da Consciência Negra, por meio de um texto, publicado em suas redes sociais

Douglas Lima - Especial para o Uai
postado em 21/11/2021 21:13
 (crédito: Reprodução/Instagram)
(crédito: Reprodução/Instagram)

Neste domingo (21/11), um dia após a data que se comemora o Dia da Consciência Negra, Regina Duarte foi às redes sociais e fez um texto criticando o feriado nacional dedicado à reflexão sobre a inserção do negro na sociedade brasileira e a luta contra o racismo no Brasil.

A data foi escolhida por coincidir com o dia atribuído à morte de Zumbi dos Palmares , líder do Quilombo dos Palmares , um dos maiores líderes da resistência negra do país que lutou pela libertação do povo contra o sistema escravista.

A atriz e ex-secretária especial de Cultura do governo de Jair Bolsonaro (sem partido) em sua conta no Instagram não só criticou a existência da data, como citou um possível "Dia da Consciência Branca".

"Ontem foi comemorado o Dia da Consciência Negra. Quando teremos o Dia da Consciência Branca, Amarela, Parda…? Quanto tempo vamos ainda nos vitimizar ao peso de anos, de séculos de dor, por culpas antepassadas?", questionou.

"Quando vamos parar de olhar para trás e enfrentar o hoje, e nos olharmos com a coragem da cara limpa? Maduros, evoluídos, conscientes de nossa luta, irmanados em nossa capacidade de sermos humanos? Simplesmente, irmãos?", finalizou a veterana.

Na aba de comentários, a mãe de Gabriela Duarte foi apoiada por alguns dos internautas, mas também foi alvo de críticas pelo posicionamento controverso.

"Olha o desserviço", escreveu um seguidor. "Culpa de antepassados que ainda fazem vítimas até hoje. [...] Só lamento a ignorância", disparou outro. "Sem noção", criticou um terceiro.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE