Curiosidades

Correio Braziliense
postado em 24/11/2021 00:01

Nesta edição do Grammy, o ex-presidente dos Estados Unidos Barack Obama é um dos indicados ao prêmio de Melhor álbum de palavra falada, pelo audiolivro A promised land. O trabalho reflete sobre o tempo do ex-presidente na Casa Branca, passando pelos primeiros anos de mandato até o assassinato de Osama Bin Laden em 2011. Esta marca a terceira indicação de Obama à premiação, que foi indicado na mesma categoria em 2006 e 2008. Em 2020, a vencedora desta categoria foi Michelle Obama, esposa de Barack, pela autobiografia Minha história.


Selena Gomez recebeu a primeira indicação ao Grammy na tarde de ontem. Apesar de ter uma carreira musical consolidada há mais de 10 anos nos Estados Unidos, a artista acabou sendo indicada na categoria Melhor álbum latino pop, pelo EP Revelación. O projeto ficou marcado como o primeiro trabalho de Selena, que tem descendências mexicanas, inteiramente em língua espanhola.


Concorrendo em algumas das categorias principais, como Álbum do ano e Gravação do ano, Tony Bennett fez história nesta edição do Grammy ao tornar-se o artista mais velho a ser indicado ao prêmio, com 95 anos. O cantor concorre pelo projeto Love for sale, disco em parceria com Lady Gaga que homenageia o artista de jazz Cole Porter.


Outro músico que entrou para a história da premiação é o rapper Jay-Z, que se tornou, neste ano, o homem mais indicado ao Grammy na história do prêmio, com mais de 80 nomeações. Por sua vez, Beyoncé, que é esposa do cantor, é a mulher mais indicada, com 79 indicações.

CONTINUE LENDO SOBRE