Cultura

Djamila Ribeiro concorre à cadeira de Lygia Fagundes Telles na APL

Djamila foi convidada pelo presidente da instituição, José Renato Nalini, para assumir o posto e se candidatou a vaga

Correio Braziliense
postado em 15/04/2022 13:39
 (crédito: MAURO PIMENTEL)
(crédito: MAURO PIMENTEL)

A escritora Djamila Ribeiro foi convidada para assumir a cadeira 28 na Academia Paulista de Letras, que pertencia a  Lygia Fagundes Telles, que morreu em 3 de abril. A informação é da coluna de Mônica Bergamo, na Folha de S.Paulo,

Djamila foi convidada pelo presidente da instituição, José Renato Nalini, para assumir o posto e se candidatou à vaga. 

Mestre em filosofia política pela Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) e professora da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP),  Djamila é autora de livros como O que é lugar de fala?, Quem tem medo do feminismo negro? e Pequeno manual antirracista. 

O posto pertencia a Lygia Fagundes Telles, que morreu em 3 de abril aos 98 anos. Ela faleceu em casa de causas naturais. Lygia também era integrante da Academia Brasileira de Letras (ABL). O corpo da escritora foi velado na Academia Paulista de Letras em cerimônia aberta ao público. 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE