CNI: Atividade industrial se aproxima da verificada antes da pandemia

O levantamento foi feito entre 3 e 13 de agosto com 1.890 empresas de pequeno, médio e grande porte.

Fernanda Strickland*
postado em 20/08/2020 21:22
 (foto: Divulgação/Agência Brasil)
(foto: Divulgação/Agência Brasil)

Dados da Confederação Nacional da Indústria (CNI) mostram que, em julho, a atividade industrial se aproximou dos indicadores registrados antes da crise gerada pela pandemia do novo coronavírus, após três meses consecutivos de alta. Com esse cenário, cresce o otimismo e a intenção de investir. O levantamento foi feito entre 3 e 13 de agosto com 1.890 empresas de pequeno, médio e grande porte.

Depois de quatro baixas, julho foi o primeiro mês que a indústria registrou aumento no número de empregados. Após atingir o menor patamar em abril, quando ficou 49%, o indicador registrou três altas sucessivas, chegando a 67%, apenas 1 ponto percentual abaixo do observado em fevereiro de 2020 e julho de 2019.

No indicador da Utilização da Capacidade Instalada (UCI), o movimento de retomada começou mais cedo. O último aumento, em julho, foi de cinco pontos.

O estudo mostra que o sentimento é de otimismo, pois na avaliação do empresário industrial o horizonte é promissor. Todos os índices de expectativa, que já estavam acima da linha de 50 pontos em julho, continuaram trajetória ascendente em agosto.

A expectativa para demanda foi o indicador que registrou o maior valor: 61,4 pontos, um aumento de 4,8 pontos percentuais em agosto na comparação com julho. O índice de expectativa de exportação registrou nova alta, de 1,3 ponto, atingindo 52,4 pontos.

O cenário otimista puxa para cima a intenção de investir. Em agosto, o índice aumentou 4,3 pontos percentuais na comparação com julho e chegou a 51,0 pontos.

Estagiária sob supervisão de Vicente Nunes

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação