Programa Mais Luz

MME e BNDES buscam recursos para projeto de luz para a Amazônia

O objetivo do projeto é levar energia renovável, especialmente de fonte solar, a 82 mil famílias em áreas remotas da região

Agência Brasil
postado em 15/09/2020 19:27
 (crédito: MMA/Arquivo)
(crédito: MMA/Arquivo)

O Ministério do Meio Ambiente e o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social assinaram um acordo com o objetivo de permitir a captação de recursos para financiar o Programa Mais Luz para a Amazônia (MLA).

O objetivo do projeto é levar energia renovável, especialmente de fonte solar, a 82 mil famílias em áreas remotas da região. No total, a estimativa do MME é que o programa beneficie mais de 350 mil pessoas. O custo total está orçado em mais de R$ 3 bilhões.

As verbas serão utilizadas em duas frentes. A primeira envolve o apoio às distribuidoras de energia elétrica para a expansão da oferta de luz na região. A segunda está vinculada ao auxílio a comunidades na Amazônia para desenvolvimento de iniciativas de atividades produtivas sustentáveis.

Entre os propósitos da parceria está a facilitação dos investimentos, reduzindo obstáculos para que agentes externos possam participar contribuindo no aporte de verbas que auxiliem o custeio das ações previstas para a iniciativa.

As duas instituições buscarão linhas de financiamento internacionais, como o Green Climate Fund (GCF). Caso obtenham êxito com esta fonte, as empresas integrantes do programa podem conseguir um "selo verde", uma espécie de certificação que sinaliza a participação no Programa.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação