Consumidor

Petrobras aumenta preço do gás de cozinha em 5%

Novo valor passa a vigorar nesta terça-feira (20/10). Segundo a estatal, com isso o preço médio será equivalente a R$ 30,74 por botijão de 13 quilos, sem impostos, distribuição e revenda

Simone Kafruni
postado em 20/10/2020 15:44
 (crédito: Adauto Cruz/CB/D.A Press - 28/9/6)
(crédito: Adauto Cruz/CB/D.A Press - 28/9/6)

A Petrobras anunciou nesta terça-feira (20/10) um reajuste de 5% no preço médio do Gás Liquefeito de Petróleo, o GLP, mais conhecido como gás de cozinha. Com isso, o preço médio do produto vendido pela estatal será equivalente a R$ 30,74 por botijão de 13kg, sem impostos e margem de distribuição.

No acumulado do ano, o gás de cozinha já aumentou 10,5%. No valor do botijão de 13kg, isso representou um aumento de R$ 2,93 em cima do valor vendido pela estatal, que vale esclarecer é muito inferior ao que é praticado diretamente para o consumidor. No Plano Piloto, o botijão entregue em casa custava R$ 90 antes do aumento anunciado hoje.

Segundo a petroleira a composição de preços do GLP é assim dividida: 41% de realização da Petrobras; 3% de impostos federais, o PIS e Cofins; 16% do tributo estadual Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS); e 40% distribuição e revenda.

“Importante esclarecer que, desde novembro de 2019, a Petrobras igualou os preços de GLP para os segmentos residencial e industrial/comercial, e que o GLP é vendido pela Petrobras a granel. As distribuidoras são as responsáveis pelo envase em diferentes tipos de botijão e, junto com as revendas, são responsáveis pelos preços ao consumidor final”, informou a estatal, em nota.

 

Composição de preços do botijão de 13kg de gás de cozinha
Composição de preços do botijão de 13kg de gás de cozinha (foto: reprodução Petrobras)

 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação