Brasília tem um dos três novos centros de distribuição da Amazon, com geração de emprego

Amazon anuncia abertura de três novos Centros de Distribuição no Brasil, no Distrito Federal, Minas Gerais e Rio Grande do Sul. Empresa também promete criação de mais de 1,5 mil empregos diretos e envio rápido para mais de 500 municípios

Carinne Souza
postado em 09/11/2020 06:00 / atualizado em 11/11/2020 01:25
 (crédito: Reprodução/Amazon)
(crédito: Reprodução/Amazon)

A empresa norte-americana Amazon anunciou a abertura de três novos Centros de Distribuição (CD) no Brasil, localizados em Santa Maria (Distrito Federal), Betim (MG) e Nova Santa Rita (RS). Assim, a empresa soma oito núcleos no país e garante, a clientes Prime, entrega em até 48 horas para mais de 500 cidades brasileiras. A expansão ainda vai gerar mais de 1.500 empregos diretos nas regiões.

Em entrevista ao Correio, o diretor de operações da Amazon no Brasil, Ricardo Pagani, afirmou que os novos CDs estão funcionando desde o mês de outubro e processando pedidos. Segundo ele, “vamos continuar investindo no Brasil para oferecer um serviço de melhor qualidade e também mais rápido. Nosso compromisso aqui é de longo prazo e pretendemos continuar crescendo”.

A Amazon já oferecia entregas em todos os CEPs do país com os cinco CDs preexistentes. Agora, com três novos núcleos de distribuição, beneficiará mais de 500 municípios com entregas rápidas. “Nós fizemos uma análise de topologia do Brasil e identificamos que, com essas regiões que escolhemos, conseguimos realizar nossas entregas em até dois dias para mais de 500 cidades localizadas próximas aos CDs”, afirma Pagani.

Quatro dos cinco Centros de Distribuição iniciais se encontram no estado de São Paulo, entre eles está o maior do país, o de Cajamar, que soma mais de 100 mil metros quadrados. Há, também, um em Cabo de Santo Agostinho, no Recife. Os três novos centros nas regiões Sul e Sudeste, juntos, somam 75 mil metros quadrados, proporção equivalente a 10 campos de futebol.

O objetivo do conglomerado é garantir serviços cada vez mais rápidos nas cidades brasileiras. No Prime Day, a Amazon norte-americana faz entregas em menos de uma hora e pretende chegar a mesma velocidade por aqui. “Nós não vamos parar, pois queremos fornecer um serviço mais rápido e melhorar a 'experiência de entrega' do cliente. Hoje são cerca de 500 cidades com entregas em dois dias, mas amanhã podem ser 600, depois 700 e por aí vai”, conta Pagani.

O Brasil é o país com o crescimento mais rápido em assinaturas Amazon Prime desde seu lançamento. E, por isso, Ricardo reafirma o compromisso da empresa com o consumidor brasileiro. “Nós recebemos uma ordem, fazemos uma promessa de entrega pro cliente, definindo uma data, e conseguimos entregar nesse período. Isso é o mais importante para nós”, destaca.

O governador Ibaneis Rocha comemorou a criação do novo CD na capital. “A vinda da Amazon para o Distrito Federal consolida nossa estratégia de valorizar a vocação de Brasília como um grande operador logístico, com localização privilegiada no centro do país e da América Latina. Vai ao encontro do ambiente competitivo criado pelo nosso governo — com programas de incentivos fiscais, segurança jurídica e redução de burocracia. Comemoramos essa chegada com a expectativa de gerar mais empregos, estimular a instalação e criação de empresas satélites, aumentar a arrecadação e contribuir para o nosso crescimento econômico”.

Pandemia

Segundo o diretor da Amazon, a pandemia do novo coronavírus não afetou a criação dos novos Centros de Distribuição no país, mas ele relata que a empresa enfrentou problemas para realizar entregas em cidades que adotaram o lockdown. “Nessas nós não conseguimos entregar, temporariamente, mas foi algo que contornamos. Entramos em contato com antecedência com nossos clientes e vigiamos de perto a situação até o momento que pudéssemos completar nosso serviço”.

A rede também reafirma o compromisso com a segurança dos seus funcionários. Pagani destaca que “o nível de infecção dos funcionários dentro dos CDs é menor em relação ao local onde eles estão instalados”. Em todo mundo, foram mais de 150 mudanças em processos para apoiar suas equipes e cerca 1,06 milhão de máscaras faciais, 400 mil lenços desinfetantes para as mãos e mais de 50 mil luvas para manter os funcionários seguros.

Vagas

Além da promessa de entregas mais rápidas no país, novos empregos serão gerados. De forma direta, serão 1,5 mil oportunidades para integrar o quadro de funcionários da Amazon. Além disso, empregos indiretos também podem ser aproveitados. Para o diretor de operações no Brasil, a estimativa é de que “a cada uma vaga direta, duas ou três oportunidades indiretas são abertas”, isso dá uma média de mais de 3 mil novos empregos. Para quem se interessar por uma vaga, o site da Amazon atualiza diariamente as oportunidades oferecidas.

*Estagiária sob supervisão de Andreia Castro

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação