Energia

Aneel aprova aumento médio de 2,95% nas tarifas da Energisa Acre

Os índices foram calculados no processo de revisão tarifária extraordinária (RTE) da companhia, que substituiu o reajuste tarifário anual da empresa

Agência Estado
postado em 08/12/2020 13:35 / atualizado em 08/12/2020 13:35
 (crédito: Matthew Henry/Unsplash)
(crédito: Matthew Henry/Unsplash)
A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) aprovou nesta terça-feira, 8, um aumento médio de 2,95% nas tarifas da Energisa Acre, antiga Eletroacre. Para consumidores conectados à alta tensão, o aumento será de 3,42%. Já para os de baixa tensão será de 2,86%.
Os índices foram calculados no processo de revisão tarifária extraordinária (RTE) da companhia, que substituiu o reajuste tarifário anual da empresa. As novas tarifas vigoram a partir de 13 de dezembro.
De acordo com o órgão regulador, o reajuste considera efeitos da Medida Provisória 988, que trata de mecanismos para reduzir impacto dos reajustes tarifários para Estados do Norte e Nordeste. O relator da proposta, diretor Sandoval Feitosa, afirmou que a MP teve efeito isolado de 7,97% na revisão tarifária. O texto pode ser votado nesta terça-feira na Câmara.
O parecer da área técnica também destaca os efeitos do socorro financeiro às distribuidoras por conta da pandemia do novo coronavírus, a conta-Covid.
A possibilidade de RTE está prevista no contrato de concessão da companhia, que é uma das seis ex-distribuidoras da Eletrobras privatizadas em 2018.
A distribuidora fez uma primeira tentativa de revisão extraordinária no ano passado, mas o pedido foi negado pela Aneel. A agência argumentou que os laudos apresentados pela empresa apresentavam inconsistências e não atenderam a qualidade e prazo determinados pela legislação e regulamentos do setor.
 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE