Combustível

ANP: etanol continua competitivo com gasolina apenas em Minas Gerais

Em São Paulo, maior produtor nacional, a paridade é de 71,65%, mas precisa estar abaixo de 70% para compensar economicamente para o consumidor

Agência Estado
postado em 21/12/2020 15:50
 (crédito: Gladyston Rodrigues/EM/D.A Press %u2013 18/3/15
)
(crédito: Gladyston Rodrigues/EM/D.A Press %u2013 18/3/15 )
Os preços médios do etanol na semana encerrada no sábado (19) mostraram-se vantajosos em comparação com os da gasolina em apenas um Estado brasileiro - Minas Gerais, que é grande produtor do biocombustível, com paridade de 68,80% entre o preço do etanol e da gasolina. Em São Paulo, maior produtor nacional, a paridade é de 71,65%.
O levantamento é da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), compilado pelo AE-Taxas, e considera que o etanol de cana ou de milho, por ter menor poder calorífico, tenha um preço limite de 70% do derivado de petróleo nos postos para ser considerado vantajoso. Na média dos postos pesquisados no País, a paridade é de 71,19% entre os preços médios de etanol e gasolina, desfavorável ao biocombustível.
 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE